Pedagogia crítico-superadora e o modelo pendular: uma aproximação necessária para o ensino dos esportes coletivos na escola

Renan Santos Furtado, Libório Lúcio Amorim Barreto, Adso Haydemar Ferreira Ramos

Resumo


Trata-se de em ensaio que busca apresentar possibilidades teórico-práticas para o ensino dos esportes coletivos. Nosso escrito pode ser caracterizado como uma produção bibliográfica. Em relação aos nossos objetivos, pretendemos apresentar uma abordagem conceitual histórica do esporte e apontar as proximidades e possibilidades do modelo pendular se articular com a pedagogia crítico-superadora. Apontamos que a proposta de Bayer explicitada por Daolio pode proporcionar uma apreensão diferente das técnicas esportivas em relação às formas tradicionais e tecnicistas. Tendo essa base fundamental, o estudante poderá praticar e entender as diversas modalidades, desenvolvendo tanto valências físicas quanto uma concepção crítica do fenômeno esportivo.


Palavras-chave


Pedagogia crítico-superado; Esporte coletivo; Modelo pendular.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, T. Educação e Emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ADORNO, T. Teoria da semicultura – Parte II. Revista “Educação e Sociedade” n. 56, ano XVII, dezembro de 1996, pág. 388-411.

ALTHUSSER, L. Aparelhos ideológicos do Estado. São Paulo: Editora presença, 1980.

AYUOB, E. Ginástica geral e educação física escolar. São Paulo: Editora da Unicamp, 2003.

ASSIS, S. A reinvenção do esporte: possibilidade da prática pedagógica. Campinas, SP: Autores Associados, 2001.

BOURDIEU, P; PASSERON, J. C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Tradução de Reynaldo Baião; revisão Pedro Benjamin Garcia e Ana Maria Baeta. 7º. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

BOURDIEU, P. Como é possível ser esportivo?. Paris, março de 1978.

BOURDIEU, P. Programas para uma sociologia do esporte. IN: BOURDIEU, P. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 2004.

BREGOLATO, R. Cultura corporal da dança. São Paulo: ícone, 2000.

BRACHT, V. Educação Física & ciência: cenas de um casamento (in) feliz. 4. ed. unijuí, 2014.

BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1997.

BRACHT, V. Sociologia Crítica do Esporte: uma introdução. 3 ed. Ijuí: Unijui, 2005.

CAMPOS, L. Didática da Educação Física. Várzea Paulista, SP: Fontoura, 2011.

CASTELLANI, L. Pelos meandros da Educação Física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, V. 14, Número 13, Maio/1993.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 2012.

DAOLIO, J. Jogos esportivos coletivos: dos princípios operacionais aos gestos técnicos - modelo pendular a partir das idéias de Claude Bayer. Rev. Bras. Ciên. e Mov. Brasília v. 10 n. 4 p. 99-104 outubro 2002.

ELIAS, N; DUNNING, E. A Busca da Excitação. Lisboa, Difel, 1992.

GAMBOA, S. Epistemologia da Educação Física: as inter-relações necessárias. 2.ed. rev. e ampl. Maceió: EDUFAL, 2010.

GHIRALDELLI, P. Educação Física progressista: A Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos e a Educação Física Brasileira. 3. ed. Edições Loyola, São Paulo: Brasil, 1991.

GIL, C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 1991.

HOBSBAWM, E. A invenção das tradições. 10ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

KUNZ, E. Educação Física: ensino & mudanças. Ijuf:Unijuf, 1991.

KUNZ, E. Transformação Didático-Pedagógicas do Esporte. Ijui: Unijuf, 1994.

MARX, K. Contribuições à crítica da economia política. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MAUSS, M. Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003.

PAIVA REIS, A et al. Pedagogia histórico-crítica e Educação Física. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2013.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações/11.ed.rev.— Campinas, SP: Autores Associados, 2011. — (Coleção educação contemporânea).

SEVERINO, A. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez Editora, 2002.

SOUSA, M. Esporte escolar: Possibilidade superadora no plano da cultura corporal. São Paulo: Ícona, 2009.

SOUSA, M; RAMOS, F. Educação Física e o mundo do trabalho: um dialogo com a atual reforma do ensino médio. Motrivivência, Florianópolis/SC, v. 29, n. 52, p. 71-86, setembro/2017.

STIGGER, M. P. Educação Física, esporte e diversidade. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

THOMAS, R. Histoire du sport. Paris, Universitaires de France, 1991.

TUBINO, M. Dimensões sociais do esporte. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos UniFOA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.