Qualidade e estilo de vida de produtores de leite em propriedades rurais de um município do Cone Sul de Rondônia

Wellington Nascimento Moura, Claudete Rempel, Lydia Christmann Espindola Koetz

Resumo


O objetivo do estudo é analisar a percepção de produtores de leite do município de Vilhena, situado no Cone Sul de Rondônia, sobre qualidade e estilo de vida. A pesquisa, com perfil quali-quantitativo e de corte transversal, foi realizada com 42 produtores de leite (19 mulheres e 23 homens). Foi avaliada a qualidade de vida, com a utilização do instrumento Whoqol-bref e o estilo de vida, com a utilização do questionário do pentáculo do bem-estar.  A média dos escores de qualidade de vida no domínio físico foi de 54,9 ±12,3; domínio psicológico 62,5 ±17,5; domínio social 59,3 ±19,1; domínio ambiental 55,1 ±14,3.  Já os cinco componentes do estilo de vida tiveram os seguintes escores: alimentação 1,5 ±05; atividade física 2,1 ±0,7; comportamento preventivo 1,8 ±0,5; relacionamentos 1,9 ±0,6; controle do estresse 1,8 ±0,6. Há correlação forte, positiva e significativa entre a qualidade de vida e o estilo de vida dos participantes da pesquisa (r = 0,73; p < 0,0001). É possível inferir que 53% do estilo de vida determina a qualidade de vida. Não há diferença estatística significativa no estilo de vida de homens e mulheres produtoras rurais (t = 0,57; p = 0,57) e também não há diferença na qualidade de vida de homens e mulheres produtoras (t = -0,22; p = 0,83).  A maioria dos produtores (67%) consideram sua qualidade vida “nem ruim nem boa” nos aspectos físico e ambiental. Já quanto ao estilo de vida, o componente “alimentação” apresentou os menores escores.


Palavras-chave


Comportamentos relacionados à saúde. Conduta de Saúde. Qualidade de Vida Relacionada à Saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, K. C.; PIACENTI, C. A. Agronegócio do leite: cenário atual e perspectivas. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL- SOBER, 45, Londrina - PR, 2007. Anais... Londrina, 2007. p. 1 – 18.

CARVALHO, G. L. O. de. Uso da Análise Espacial para Avaliação de Indicadores de Qualidade do Leite na Microrregião de Ji-Paraná. 2011. Dissertação (Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia do Leite e Derivados) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2011.

CÔNSOLI, M. A. FAVA NEVES, M. Estratégias para o leite no Brasil. São Paulo: Atlas, 2006.

COSTA, C. K. L; LUCENA, N. M. G; TOMAZ, A. F.; MÁSCULO, F. S. Avaliação ergonômica do trabalhador rural: enfoque nos riscos laborais associados à carga física. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, Bauru, n. 2, p. 101-112, abr./jun. 2011.

COSTA, R. G.; QUEIROGA, R. C. R.; PEREIRA, R. A. G. Influência do alimento na produção e qualidade do leite. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 38, n. spe, p.307- 321, 2009.

FLECK, M. P. de A. O instrumento de avaliação de qualidade de vida da Organização Mundial da Saúde (WHOQOL-100): características e perspectivas. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p. 33-38, 2000.

MORÁS, A. P. de B. et al. Qualidade de vida em propiedades rurais produtoras de leite do Vale do Taquari/RS. In: FÓRUM INTERNACIONAL ECOINOVAR, 7., 2018, Santa Maria. Anais... Santa Maria: UFSM, 2018. p. 1-7.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo. 7.ed. Florianópolis: Ed. do autor, 2017.

NERO, L. A.; VIÇOSA, G. N.; PEREIRA, F.E.V. Qualidade microbiológica do leite determinada por características de produção. Ciência tecnologia de Alimentos, Campinas, v.29, n.2, p.386-390, abr./jun. 2009.

OLIVEIRA, S. A. de. Percepção de pequenos e médios produtores rurais sobre a tecnologia integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) no município de Ipameri – GO. 2016. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) – Faculdade de Saúde Pública, USP, São Paulo, 2016.

OMS. Promoción de la salud. Glossário. Genebra: OMS, 1998.

PADRÃO, M. B.; SENS, Y. A. S. Quality of life of living kidney donors in Brazil: an evaluation by the short form‐36 and the WHOQOL‐bref questionnaires. Clinical Transplantation, Nova Jersey, v. 23, n. 5, p. 621-627, 2009

SCARPARO, A. L.; AMARO, F. S.; OLIVEIRA, A. B. Caracterização e avaliação antropométrica dos trabalhadores dos restaurantes universitários da Universidade Federal do rio grande do Sul. Rev HCPA, v. 30, n. 3, p. 247-251, 2010.

SEBRAE. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia. Diagnóstico do Agronegócio do Leite e Derivados do Estado de Rondônia. 1.ed. Porto Velho: SEBRAE, 2015.

SHARKEY, B. J. Condicionamento físico e saúde. 4. ed. Porto Alegre: ARTMED,1998.

SCHEIDT, A. S. J. A. Força Competitiva dos Supermercados como Compradores de Produtos Lácteos da Indústria de Rondônia. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2008.

TIMOSSI, L. S. et al. Adaptação do modelo de Walton para avaliação da Qualidade de Vida no Trabalho. Revista da Educação Física, Maringá, v. 20, n. 3, p. 395-405, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos UniFOA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.