Abscesso submandibular em Pediatria

Autores

  • Davi De Andrade Brandao UniFOA
  • Adam Takashi da Silva Osugui

Resumo

Os abscessos que ocorrem em regiões cervicais, como a submandibular, têm alta complexidade pela anatomia variada e potenciais complicações na região. Os abscessos submandibulares têm como principal causa processos odontológicos e tem como principais agentes etiológicos os estafilococos coagulase negativos, Staphylococcus aureus e anaeróbios. O presente artigo trata de um relato de caso sobre uma paciente pediátrica que foi internada no Hospital Municipal Dr. Munir Rafful – HMMR e foi realizado através de levantamento de prontuário da paciente, mediante a autorização formal de responsáveis. O caso transcorreu com internação, investigação clínica/laboratorial e tratamento em ambiente hospitalar, tendo resolução ao final da internação.  A parotidite surgiu como principal diagnóstico diferencial na investigação do caso. Dessa forma, entende-se que a faixa etária pediátrica é sucesetivel a condições infecciosas que podem evoluir como abscesso subcutâneo e é necessário instituir antibioticoterapia empírica precocemente considerando os principais agentes para resolução do caso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AZULEY, R. D. Dermatologia. 7. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, 2017.

BOSCOLO-RIZZO, P.; DA MOSTO, M. C. Submandibular space infection: a potentially lethal infection. International journal of infectious diseases: IJID: official publication of the International Society for Infectious Diseases, [S. l.], v. 13, n. 3, p. 327–333, maio 2009.

CUNHA, N. D. et al. ABSCESSO CERVICAL SECUNDÁRIO A CORPO ESTRANHO: UM RELATO DE CASO. [S. l.], , p. 1, [s. d.].

DUONG, M. et al. Randomized, Controlled Trial of Antibiotics in the Management of Community-Acquired Skin Abscesses in the Pediatric Patient. Annals of Emergency Medicine, [S. l.], v. 55, n. 5, p. 401–407, 1 maio 2010.

FIORAVANTI, C. André Gratia, pioneiro pouco conhecido da história dos antibióticos. Cadernos de História da Ciência, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 285–297, 31 dez. 2012.

ITZHAK, B. Microbiology and management of deep facial infections and Lemierre syndrome. ORL; journal for oto-rhino-laryngology and its related specialties, [S. l.], v. 65, n. 2, abr. 2003. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/12824734/. Acesso em: 15 out. 2022.

NETTO, M. Z. et al. Staphylococcus aureus: incidência e resistência antimicrobiana em abscessos cutâneos de origem comunitária. Acta Scientiarum. Health Sciences, [S. l.], v. 23, p. 709–712, 2001.

RAFF, A. B.; KROSHINSKY, D. Cellulitis: A Review. JAMA, [S. l.], v. 316, n. 3, p. 325–337, 19 jul. 2016.

SUMMANEN, P. H. et al. Bacteriology of skin and soft-tissue infections: comparison of infections in intravenous drug users and individuals with no history of intravenous drug use. Clinical Infectious Diseases: An Official Publication of the Infectious Diseases Society of America, [S. l.], v. 20 Suppl 2, p. S279-282, jun. 1995.

Downloads

Publicado

2023-04-18

Como Citar

De Andrade Brandao, D., & Takashi da Silva Osugui , A. . (2023). Abscesso submandibular em Pediatria. Caminhos Da Clínica, (1). Recuperado de https://revistas.unifoa.edu.br/caminhos/article/view/4244

Edição

Seção

Pediatria