DIU em cavidade

abordagem laparoscópica

Autores

Palavras-chave:

laparoscopia, cavidade, dispositivo intrauterino

Resumo

O dispositivo intrauterino em cavidade abdominal pode ser detectado incidentalmente ou quando da presença de complicações, sendo a dor abdominal a mais comum entre elas. O relato em tela é sobre uma mulher de 26 anos, cujo dispositivo intrauterino encontrava-se fora da cavidade uterina. Ante a detecção por radiografia convencional de abdome, a opção de conduta foi pela abordagem laparoscópica para remoção do dispositivo. O dispositivo foi encontrado aderido ao omento, no quadrante inferior direito, tendo a cirurgia sido realizada sem complicações. O acompanhamento foi agendado para 14 dias após a alta, que se deu 14h após o ato cirúrgico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dauro Aragão, Centro Universitário Volta Redonda - Unifoa

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal Fluminense (2015). Atualmente é Advogado do Centro Universitário de Volta Redonda.

Júlio Aragão, Centro Universitário de Volta Redonda/Professor

Pós-Doutorado em Educação no Instituto de Educação da Universidade do Minho; Doutor em Saúde Coletiva pela UERJ (2007) Mestre em Saúde da Mulher e da Criança pela Fundação Oswaldo Cruz (1999); Graduado em Medicina pelo Centro Universitário de Volta Redonda (1992). É Professor do Centro Universitário de Volta Redonda atuando no Curso de Medicina desde 1996 e no Mestrado em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente desde 2008. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Ginecologia e Obstetrícia e em Ensino da Saúde.

Bruno Sarcinelli, Centro Universitário de Volta Redonda/Graduando

Estudante do curso de Medicina do Centro Universitário de Volta Redonda (UNIFOA), estado do Rio de Janeiro, Brasil. Foi diretor da Liga Academica de Medicina Diagnostica - LAMED (2014), e da Liga Academica de Ginecologia e Obstetricia - LAGO (2014/2 - 2015/1), da mesma instituição.

Lucas Pusch, Centro Universitário de Volta Redonda/Graduando

Graduando em Medicina pelo Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA). Atuante na Diretoria Executiva do Diretório Acadêmico Paulo Mendes (DAPAM) e na Associação Atlética Acadêmica Rômulo Basílio (A.A.A.R.B). E-mail para contato: lucaspusch@gmail.com 

Referências

GILL, Richdeep S. et al. Laparoscopic removal of an intra-abdominal intrauterine device: case and systematic review. Contraception, v. 85, n. 1, p. 15-18, 2012.

MAHAJAN, Niraj N.; MAHAJAN, Kshitija N. Letter to the Editor| Contraception-Volume 76, Issue 3. Contraception, v. 76, n. 3, p. 257, 2007.

MÜLAYIM, Barış; MÜLAYIM, Sema; YIGIT CELIK, Nilüfer. A lost intrauterine device. Guess where we found it and how it happened?. The European Journal of Contraception & Reproductive Health Care, v. 11, n. 1, p. 47-49, 2006.

ŞENGÜL, Ö. et al. Surgical management of extrauterine mislocated intrauterine contraceptive devices and related risks. Journal of Obstetrics and Gynaecology, v. 34, n. 1, p. 70-73, 2014.

MARKOVITCH, Ofer et al. Extrauterine mislocated IUD: is surgical removal mandatory?. Contraception, v. 66, n. 2, p. 105-108, 2002.

INGEC, M. et al. A rare case of ileal embedding by an intrauterine device. The European Journal of Contraception & Reproductive Health Care, v. 10, n. 1, p. 29-31, 2005.

ÖZDEMIR, Suna et al. Pyosalpinx caused by the tubal migration of an intrauterine device–a case report. The European Journal of Contraception & Reproductive Health Care, v. 13, n. 3, p. 320-322, 2008.

Downloads

Publicado

2023-04-18

Como Citar

Aragão, D., Soares Aragão, J. C., Pesca Sarcinelli, B., & Neves Pusch de Macedo, L. (2023). DIU em cavidade: abordagem laparoscópica. Caminhos Da Clínica, (1). Recuperado de https://revistas.unifoa.edu.br/caminhos/article/view/4261

Edição

Seção

Cirurgia Geral