A relação entre Dislipidemia e Diabetes Mellitus tipo 2

Renata Pereira

Resumo


O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é uma doença crônica caracterizada por defeitos da ação e na secreção da insulina, podendo ocorrer em indivíduos de qualquer idade, mas pode ser diagnosticado em idades mais avançadas. A obesidade e o DM2 são doenças que causam resistência à insulina, caracterizada pelo aumento na produção de glicose, hipertrigliceridemia e lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL), associados à redução da lipoproteína de alta densidade (HDL) e elevação na lipoproteína de baixa densidade (LDL). A aterosclerose possui um dos principais fatores de riscos a dislipidemia que é causada pela elevação de colesterol na corrente sanguínea. A melhor maneira de tratar e prevenir a dislipidemia e os DM2 é praticando atividades físicas, obtendo hábitos alimentares mais saudáveis e fazendo o uso de medicamentos adequados. O presente estudo teve como objetivo de estabelecer relações entre a dislipidemia e a DM2.


Palavras-chave


Dislipidemia; Diabéticos mellitus tipo 2; Obesidade; Doenças cardiovasculares

Texto completo:

PDF

Referências


GLEW, R.A.; CRABB, D.W. Inter-relações metabólicas. In: DEVLIN, T.M.; MICHELACCI, Y.M. Manual de Bioquímica com Correlações Clínicas. São Paulo: Editora Blücher, 2007. P. 829-869.

HARRIS, R.H. Metabolismo de Lipídeos: Vias do metabolismo de lipídeos especiais. In: DEVLIN, T.M.; MICHELACCI, Y.M. Manual de Bioquímica com Correlações Clínicas. São Paulo: Editora Blücher, 2007. P. 683-724.

LEHNINGER, A.L. Princípios de Bioquímica. 4ª Ed. SP: Sarvier, 2006.

SCHEFFEL, R. S. et al. Prevalência de complicações micro e macrovasculares e de seus fatores de risco em pacientes com Diabetes Melito do Tipo 2 em atendimento ambulatorial. Revista da Associação Médica Brasileira. V. 50, n. 3, p.263-267; 2004.

SCHAAN, B. D.A.; HARZHEIM, E.; GUS, I. Perfil de risco cardíaco no diabetes mellitus e na glicemia de jejum alterada. Revista de Saúde Pública. V. 38, n. 4, p. 529-536; 2004.

WAJCHENBERG, B. L. et al. Posicionamento oficial da SBD nº 5. Dislipidemia no paciente diabético: aspectos etiopatogênicos, clínicos e terapêuticos. Revista Brasileira de Medicina, suplemento especial 5/2007.

PITANGA F.J.G. Atividade física e lipoproteínas plasmáticas em adultos de ambos os sexos. Revista Brasileira de Ciências e Movimento. Brasília. V. 9 n. 4, p. 25-31, outubro 2001

DIRETRIZES SBD, Diabetes mellitus Tratamento e acompanhamento das Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes, 153 p., 2006.

ORTIZ, M.C.A. e ZANETTI M. L. Levantamento dos fatores de risco para Diabetes Mellitus Tipo 2 em uma instituição de Ensino Superior. Revista Latino-americana de Enfermagem. V. 9, n. 3, p. 58-63; maio, 2001.

CORRÊA, F. H.S. et al. Influência da Gordura Corporal no Controle Clínico e Metabólico de Pacientes Com Diabetes Mellitus Tipo 2. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. V. 47, n. 1, fevereiro, 2003.

SILVEIRA, L. A. G Correlação entre Obesidade e Diabetes Tipo 2. Pós-graduação Latu-Sensu em Fisiologia do Exercício e Avaliação-Morfofuncional Universidade Gama Filho. Juiz de Fora.

SANTOS, D.R. III Diretrizes Brasileiras sobre Dislipidemias e Diretriz de Prevenção da Aterosclerose do Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Arquivos Brasileiros de Cardiologia ; 77 (S3): 1-48, 2001.

KOLANKIEWICZ, F; GIOVELLI, F.M.H.; BELLINASO M.L.B. Estudo do perfil lipídico e da prevalência de dislipidemias em adultos. RBAC. V. 40, n. 4, p. 317-320, 2008.

SOUZA, L.J. et al. Prevalência de Dislipidemia e Fatores de Risco em Campos dos Goytacazes – RJ. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. V. 81, n. 3, p. 249-56, 2003.

ADIELS, M. Overproduction of VLDL 1 Driven by Hyperglycemia Is a Dominant Feature of Diabetic Dyslipidemia. Arteriosclerosis, Thrombosis, and Vascular Biology. 25:1697, 2005.

VASQUES, A.C.J. Indicadores do perfil lipídico plasmático relacionado à resistência à insulina. Revista da Associação Médica Brasileira. V. 55, n. 3, p. 342-346, 2009.

NAHEED, T. et al. Dyslipidemias in Type II Diabetes Mellitus Patients in a teaching Hospital of Lahore, Pakistan. Pakistan Journal of Medical Sciences. V. 19, n.4, p- 283-286, 2003.

SOUZA, L.J. Prevalência de Diabetes Mellitus e Fatores de Risco em Campos dos Goytacazes, RJ. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. V. 47 n. 1 Fevereiro 2003

SANTOS, F.B.F; BALZANELI, E.S. e ANDRADE, M.R.P.D. Avaliação do perfil lipídico de pacientes diabéticos e hipertensos tratados com captopril. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial. V. 45, n. 3, p. 207-212, junho 2009.

SEGUNDO CONSENSO BRASILEIRO SOBRE DISLIPIDEMIAS. Detecção, avaliação e tratamento. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 63(supl.): 1, 1996.

SILVA, C.A. e LIMA, W.C. Efeito Benéfico do Exercício Físico no Controle Metabólico do Diabetes Mellitus Tipo 2 à Curto Prazo. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. V. 46, n. 5 Outubro 2002

IV DIRETRIZ BRASILEIRA SOBRE DISLIPIDEMIAS E PREVENÇÃO DA ATEROSCLEOROSE. Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Arquivo Brasileiro de Cardiologia, Rio de Janeiro. 88, suplemento I, abril, 2007.

FARIA, E.C.; DALPINO, F.B.; TAKATA. Lípides e lipoproteínas séricos em crianças e adolescentes ambulatórias de um hospital universitário público. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo. V. 26, n. 1, p. 54-58, 2008.

LYRA, R. et al. Prevenção do Diabetes Mellitus Tipo 2. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. V. 50, n. 2 Abril 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Cadernos UniFOA



Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.