Conhecimento de Acadêmicos de Enfermagem Frente à Parada Cardiorrespiratória

Autores

  • Juliana Araújo Pereira Gomes Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/FASE)
  • Márcia Ribeiro Braz Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/FASE), Faculdade de Enfermagem de Valença (FEV/CESVA)

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n18.1094

Palavras-chave:

Ensino em Enfermagem, grade curricular, parada cardiopulmonar, ressuscitação cardiopulmonar

Resumo

Vítimas que sofrem uma parada cardíaca e ficam sem assistência adequada por mais de 3 minutos podem evoluir para um prognóstico ruim, chegando até a morte. A reanimação cardiopulmonar é um conjunto de procedimentos que aprendemos durante a graduação em enfermagem, porém, não é muito aprofundado o tema durante as aulas, devido à especificidade da grade curricular, que aponta para um curso generalista. Este estudo propõe como objetivo identificar o conhecimento de acadêmicos graduandos em enfermagem sobre a atuação do enfermeiro em casos de parada cardiorrespiratória. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa descritiva e contou com a participação de acadêmicos de um Curso em Enfermagem da região serrana do Rio de Janeiro, sendo utilizado um questionário estruturado para avaliação das manobras de ressuscitação cardiopulmonar. Concluímos que poucos discentes da Instituição pesquisada saberiam o que fazer diante de uma vítima de PCR, apesar de estarem próximos á a conclusão do curso. Observamos que, apesar do conteúdo teórico e prático sobre PCR ser oferecido em algumas disciplinas, ao final do curso, o discente ainda sai com essa lacuna em sua formação. O futuro enfermeiro, ao sair da faculdade, deve estar apto a auxiliar e identificar problemas de saúde em situação de risco e fazer sucessivas reavaliações posteriores conforme as mudanças apresentadas no quadro do paciente, visando sempre rapidez e sincronismo com a equipe para uma melhor assistência prestar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisa envolvendo seres humanos, Brasília, DF, 1997. 106 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Regulamento Técnico dos Sistemas Estaduais de Urgência e Emergência. Ministério da Saúde (BR). Portaria nº. 2048/GM de 05 de nov. 2002.

CAPOVILLA. N. C. Ressuscitação cardiorrespiratória: uma análise do processo ensino/aprendizagem nas universidades públicas estaduais paulistas. Campinas; s.n; dez. 2002. 205f p. Tese: Mestrado-Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Enfermagem, Campinas. 2002.

CRISTINA, J. A. et al. Vivências de uma equipe multiprofissional de atendimento pre-hospitalar móvel em suporte avançado de vida na assistência ao adulto em situação de parada cardiorrespiratória. Cienc. Enferm., Concepción, v. 14, n. 2, dic. 2008. Disponível em <http://www.scielo.cl/scielo.php? >. acesso em 09 oct. 2011.

FERREIRA JUNIOR, D.A. Manobras de reanimação cardiorrespiratória no ensino Fundamental: uma proposta da Educação Física. Volta Redonda, 2010. 52f. Dissertação de Mestrado – Fundação Oswaldo Aranha. Centro universitário Volta Redonda - UNIFOA, Volta Redonda, 2010.

FIGUEIREDO, N. M. A. Método e metodologia na pesquisa científica. 3 ed. São Paulo: Yendis, 2008. 239 p.

ILCOR MEMBERS ORGANIZATIONS. Guidelines 2010 for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care, Circulation 2010; 102 (suppl-I):86-171.

LIMA, S.G. de.; et AL. Educação Permanente em SBV e SAVC: Impacto no Conhecimento dos Profissionais de Enfermagem. Arq Brasileiro de Cardiologia 2009; 93(6) : 630-636

SARDO, P.M.G.; DAL SASSO, G.T.M. Aprendizagem baseada em problemas em ressuscitação cardiopulmonar: suporte básico de vida. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 42, n. 4,Dec. 2008 . disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S008062342008000400023&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 09 Oct. 2011.

SASSO, G. T. M. D, SOUZA, M.L. A simulação assistida por computador: a convergência no processo de educar-cuidar da enfermagem. Texto contexto Enferm, Florianópolis, 2006 Abr-Jun; 15(2):231-9.

SILVA, A. M.C da. et al - Avaliação do conhecimento sobre diagnóstico e tratamento da parada cardiorrespiratória entre estudantes de fisioterapia da universidade de Taubaté. Rev Bras Fisioter. 2010;14 (Supl 1): 316.

ZANINI, J; NASCIMENTO, E.R.P. do.; BARRA, A.C.C. Parada e Reanimação Cardiorrespiratória: Conhecimentos da Equipe de Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. Revista Brasileira de Terapia Intensiva Vol. 18 Nº 2, Abril – Junho, 2006.

Downloads

Publicado

2017-03-28

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)