A influência da tecnologia nos quadrinhos de Mauricio de Sousa

Autores

  • Henrique Rossatto Araujo Discente do curso de Design do Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
  • Iure Figueira Alencar Discente do curso de Design do Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
  • Daniella Lassarote de Paula Designer pelo Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
  • Cristiana de Almeida Fernandes Docente do curso de Design do Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v9.n1%20(Esp.).1110

Palavras-chave:

Quadrinhos, Mauricio de Sousa, Tecnologia, Produção Gráfica

Resumo

O objetivo desta pesquisa é evidenciar que a tecnologia é, de fato, um elemento transformador de qualquer meio de informação e comunicação, tendo como objeto de estudo as histórias em quadrinhos de Mauricio de Sousa. Para confirmar tal hipótese levantada foi realizado um levantamento das histórias em quadrinhos publicadas nas décadas de 70, 80 e 90, nas quais se pretende verificar as diferenças encontradas nas revistas, com base nas tecnologias empregadas na produção destas em cada período analisado. Portanto, se torna necessário o entendimento do termo tecnologia, demonstrando a viabilidade teórico-prática da pesquisa diante da atividade de Design enquanto área. Segundo Fleury, tecnologia é um pacote de informações organizadas, de diferentes tipos, provenientes de várias fontes, obtidas através de diferentes métodos, utilizadas na produção de bens e serviços. Goodman diz que a tecnologia pode estender as capacitações humanas. Baseando-se nisso, a tecnologia, portanto gera os meios para resolução de problemas. Sendo assim, pode-se dizer que o papel do designer não é tão somente a solução destes, e sim desenvolver tecnologias, em benefício da melhoria da qualidade de vida da população. Como resultado do levantamento das imagens presentes no material de amostragem, a defini- ção de que, sendo o Design Gráfico uma área responsável pela comunica- ção de mensagens, torna-se possível o emprego de novas tecnologias para o processo projetual, facilitando o entendimento por meio do interlocutor, pois nas palavras de Amaury Fernandes, “conhecer possibilita diversificar as soluções e possibilidades”. Em se tratando de meios de informação e comunicação, a tecnologia modifica sim a mensagem a ser passada, não necessariamente da interpretação de seu conteúdo em si, mas na maneira de como essa mensagem é percebida, sob a visão da Semiótica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

PLAZA, Julio. Tradução intersemiótica. São Paulo: Perspectiva. 2003.

FERNANDES, Amaury. Fundamentos de Produção Gráfica para quem não é Produtor Gráfico. Editora Rubio, 2003

LAWRENCE, Zeegen. Fundamentos de Ilustração. Editora Bookman, 2009

Dicionário da Língua Portuguesa. Porto Editora, 2009.

CASTELLANO, S., 1996 apud FLEURY, A. Capacitação Tecnológica e Processo de Trabalho, Revista de Administração de Empresas, 1990.

CASTELLANO, S., 1996 apud GOODMAN, Paul S. et alii - Technology and Organizations. San Francisco, Jossey Bass, 1990, in GONÇALVES, J.E.L. e GOMES, C.A.A. Tecnologia e a Realização do Trabalho, Revista de Administração de Empresas, 1993.

CASTELLANO, S. Proposição De Um Modelo Para Planejamento E Desenvolvimento De Projetos Em Empresas De Alta Tecnologia, Florianópolis, 1996.

CASTELLANO, S., 1996 apud MANSFIELD, E. - Microeconomia, Teoria e Aplicações, Rio de Janeiro, Campus, 1985.

CASTELLANO, S., 1996 apud BROWNE, L., E. - Visões Conflitantes do Progresso Tecnológico, Economic Impact, Rio de Janeiro, 1985. in GONÇALVES, José, E. L. - artigo: Os Impactos das Novas Tecnologias nas Empresas Prestadoras de Serviços. Revista de Administração de Empresas, 1994.

FERNANDES, Cristiana de Almeida. O mito em Chico bento e Papa-Capim, Rio de Janeiro, 2006.

EDITORA ABRIL. Em: http://www.grupoabril.com.br/;2012.

EDITORA GLOBO. Em: http://www.corp.editoraglobo.globo.com/, 2012.

EDITORA PANINI. Em: http://www.paninicomics.com.br, 2012.

Downloads

Publicado

2017-03-28

Edição

Seção

Especial Design

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)