União de Chapas na Indústria Automobilística Pelo Processo de Clinching Versus Processo de Solda Ponto

Autores

  • Leandro Dias Machado Fundação Osvaldo Aranha - UniFOA
  • Charles Satlher Teixeira Fundação Osvaldo Aranha - UniFOA
  • Thawara Medina Celli Paes Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Horácio Guimarães Delgado Junior Fundação Osvaldo Aranha - UniFOA Universidade Federal Fluminense - UFF Universidade do Estado Rio de Janeiro - UERJ
  • Alexandre Alvarenga Palmeira Universidade de São Paulo - EEL/USP - Lorena, São Paulo
  • Roberto de Oliveira Magnago Fundação Osvaldo Aranha - UniFOA Universidade do Estado Rio de Janeiro - UERJ

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v8.n1%20(Esp.).1167

Palavras-chave:

Clinching, solda a ponto, Cisalhamento, Arrancamento

Resumo

O presente trabalho objetiva comparar a união de chapas processo de clinching versus processo de solda ponto por resistência elétrica, onde foi realizado ensaios de resistência a arrancamento e cisalhamento de corpos de prova unidos por ambos processos. A caracterização metalografica demonstrou que a estrutura da chapa, tanto da união por clinching quanto por Solda a Ponto por Resistência Elétrica, apresentou variações significativas somente na região próxima a união, conforme era esperado. A união obtida por clinching foi de 27% do valor de FAMM (Força de Arrancamento Máxima Média) da união Solda a Ponto por Resistência Elétrica. A resistência ao cisalhamento da união por clinching foi de 40% do valor da resistência ao cisalhamento da união por Solda a Ponto por Resistência Elétrica. Em ambos os ensaios a união por Solda a Ponto por Resistência Elétrica mostrou ser mais resistente garantindo assim melhor união.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Intermachinery Comércio Ltda. Manual de Soldagem por Resistência a Ponto. São Paulo – 2003.

AWS (Americam Welding Society), Welding Handbook. Vol 1 e 2. USA, 2002

Agashe, S.; Zhang, H. Selection of Schedules Based on Heat Balance in Resistance Spot Welding. Welding Journal, Jul. 2003, p. 179 S – 183S.

Zhou, M; Zhang, H.; Hu, S. J. Relationships Between Quality and Attributes of Spot Welds. Welding Journal, April 2003, p. 72S – 77S.

TOX® PRESSOTECHNIK GmbH & Co. KG, Training TOX - Technology, SU 80.0804.01, p. 1–44, [entre 2000 e 2011].

CARBONI, M.; BERET TA, S.; MONNO, M. Fatigue behaviour of tensile-shear loaded clinched joints. Engineering Fracture Mechanics, Milano, v. 73, n. 2, p. 178 – 190, 2006.

VARIS, J.P.; LEPISTÖ, J. A simple testingbased procedure and simulation of the clinching process using finite element analysis for establishing clinching parameters. Thin-Walled Struct, 2003. v. 41, n 8, p. 691-709, 2003.

ZHOU, M.; HU, S. J.; ZHANG, H. Critical Specimen Sizes for Tensile-Shear Testing of Steel Sheets. Welding Research Supplement, p. 305 – 312, Sept. 1999.

Mucha J.: Up to date metal sheet joining methods (Clinching) (in Polish), Mechanik, Vol. 80, No. 11, 2007, pp. 932–939.

LIN, S. H.; PAN, J.; TYAN, T.; PRASAD, P. A general failure criteria for spot weldsunder combined loading conditions. International Journal of Solids and Structures, v. 40, p. 5539–5564, 2003.

LEE, Y. L.; WEHNER, T. J.; Lu, M. W.; MORRISETT, T. W.; PAKALNINS, E. Ultimate Strength of Resistance Spot Weld Subject to Combined Tension and Shear. Journal of Testing and Evaluation, v. 26, p. 213 – 219, May 1998.

Downloads

Publicado

03/29/2017

Edição

Seção

Especial Mestrado em Materiais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>