A Ferramenta "Tabulação SIC" e sua influência na Ação Projetual e na Gestão de Sistemas Complexos

Autores

  • Marcello Silva e Santos UNIFOA
  • Alessandra Reis Nascimento

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v9.n25.150

Palavras-chave:

Sistemas complexos, ergonomia, organização do trabalho.

Resumo

Projetos de salas de controle de refinarias envolvem a combinação de grande número de variáveis e especificidades que fazem com que os mesmos sejam complexos, não apenas em sua natureza como no seu tratamento. Em outras palavras, deve-se trabalhar a ação projetual de forma integrada, associando especificações técnicas, exigências de segurança e ambientais, além de necessidades particulares da organização do trabalho nesse tipo de ambiente construído. A ergonomia, portanto, aqui entendida como a disciplina científica que busca adaptar os sistemas de trabalho às necessidades humanas, é um importante componente dessa equação, agregando qualidade ao projeto. Entretanto, necessidades, prioridades e requisitos operacionais devem ser ponderados cuidadosamente em função dos usuários. Este artigo aborda a utilização de uma ferramenta de priorização, desenvolvida em conjunto pelo UniFOA e o Laboratório GENTE, da COPPE/UFRJ. A Tabulação SIC é uma ferramenta que auxilia e priorização dos requisitos de ergonomia na definição das anotações de projeto que devem ser incorporadas no projeto executivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcello Silva e Santos, UNIFOA

Marcello Silva e Santos é Pós Doutor (COPPE/UFRJ 2010) com Doutorado pleno em Engenharia de Produção pela COPPE/Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003), Especialização em Safety Engineering pelo Industrial Management Systems Engineering - University of South Florida (2000- Doutorado sandwich. Nos últimos 10 anos tem atuado principalmente nas seguintes áreas: ergonomia de concepção, gerenciamento de projetos, energias alternativas, gestão estratégica, estudo de viabilidade e engenharia de resiliência. Na área acadêmica, trabalha atualmente no Departamento de Engenharia de Produção na UNIFOA em Volta Redonda, sendo professor responsavel pelas disciplinas de "Gestão da Produção" "Teoria das Organizações" e "Ergonomia e Segurança do Trabalho". Leciona também Ergonomia e Segurança do Trabalho no Curso de Engenharia Civil da UGB em Barra do Piraí e Saúde do Trabalhador na ACADEPOL (Rio de Janeiro). Ainda na área acadêmica, é Professor Convidado do Curso de Especialização lato senso em Ergonomia da COPPE/UFRJ desde 2007 e do IEDUV (ES) desde 2011.

Alessandra Reis Nascimento

http://lattes.cnpq.br/4753428880728938

Referências

Ästrand & Rohdal, Tratado de fisiologia do esforço, Rio de Janeiro, Interamericana, 1984.

Brasil, MTE, Manual de aplicação da Norma Regulamentadora 17 – 2ª ed. Brasília: MTE , SIT , 2002.

Brasil, MTE, Ministério do Trabalho e Emprego, Norma Regulamentadora N – 15, MTE , Brasília, 2000.

Grandjean, E., , Manual de ergonomia: adaptando o trabalho ao homem, 4ª ed. Porto Alegre: Ed. Bookman, 1998.

Iida, I, Ergonomia: projeto e produção. 2ª. Ed. São Paulo: Ed. Edgard Blucher, 2005.

ISO 3382: Acoustics- Measurement of the reverberation time of rooms with reference to other acoustical parameters.

ISO 9241 series ISO Ergonomics of human-system interaction – Part 110: Dialogue Principles.

ISO 11064: Ergonomic design of control centers - Part 1 - Principles for the design of control; Part 2 - Principles for the arrangement of control suites; Part 3 - Control room layout; Part 4 – Layout and dimensions of workstations; Part 5- Displays and controls; Part 6 – environmental requirements of control centers; Part 7; Principles for the evaluation of control centers.

Laboratorio GENTE, Relatório Final de Projeto “Projeto Ergonômico de Reformulação do CCI”, COPPE/UFRJ, 2010

Laboratorio GENTE, Relatório Final de Projeto “RFad – Avaliação Técnica do Tempo de Reposição de Fadiga - Fundamento e Modelo”, COPPE/UFRJ, 2010.

Sanders, Mark S., Human Factors in engineering and design / Mark Sanders, Ernest J. McCormick – 7th ed, 1993.

Silva e Santos, Marcello, Arquitetura de Locais de Trabalho, In Ergonomia – Trabalho Adequado e Eficiente, São Paulo: Editora Elsevier, 2011.

Vidal, Mario Cesar, Guia para análise ergonômica do trabalho na empresa: uma metodologia, realista, ordenada e sistematizada, Rio de Janeiro, 2ª ed. Editora Virtual Científica, 2008.

Downloads

Publicado

10-08-2014

Como Citar

SANTOS, M. S. e; NASCIMENTO, A. R. A Ferramenta "Tabulação SIC" e sua influência na Ação Projetual e na Gestão de Sistemas Complexos. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 9, n. 25, p. 7–18, 2014. DOI: 10.47385/cadunifoa.v9.n25.150. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/150. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)