Rugby na/da escola: possibilidades de diálogo com a cultura corporal

Autores

  • Arnaldo Montenegro Neto Medeiros Campos Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA
  • Douglas Alves Brígida Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA
  • Rafael Castilho Santos Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA
  • Marcelo Paraíso Alves Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA

Palavras-chave:

Cotidiano, cultura corporal, educação física escolar, rúgbi

Resumo

O presente estudo teve como objetivo principal investigar as possibilidades de intervenção pedagógica no cotidiano escolar, por meio do rúgbi. Simultaneamente propor o rúgbi como um possível conteúdo para as aulas de Educação Física, discutindo a referida modalidade esportiva como uma possível linguagem corporal (COLETIVO DE AUTORES, 1992). O campo de investigação foi constituído durante as observações realizadas durante o estágio supervisionado no ano 2009 na Escola Municipal Mato Grosso do Sul no município de Volta Redonda. Como escopo metodológico optamos pela pesquisa bibliográfica, na intenção de constituir um arcabouço teórico que nos permitiu fundamentar uma proposta de intervenção na escola utilizando o referido esporte como um dos conteúdos possíveis de serem abordados nas aulas de Educação Física. Ao mesmo tempo, constituímos um campo que nos permitiu realizar uma observação simples das ações pedagógicas realizadas com os discentes da referida escola. As atividades de observação foram desenvolvidas aos sábados de oito as doze horas, no período compreendido entre março e julho de 2009. Dessa forma, vivenciamos o cotidiano da escola em 2009, por meio do Estágio Supervisionado em educação Física Escolar, percebendo que o individualismo exacerbado é um comportamento dos alunos que emerge durante as aulas de educação física, promovendo diversos conflitos e tensões nas relações estabelecidas entre os alunos e professor. Outro aspecto importante, que for observado durante a pesquisa, foi a dificuldade de inserir conteúdos ainda não conhecido pelos discentes, pois apenas algumas modalidades esportivas são priorizadas por alunos e professores e, ainda em alguns casos, com a ênfase no caráter técnico-esportivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

07/18/2018

Edição

Seção

Especial Educação Física

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)