Avaliação de Microdureza de Ligas Hf–Si–B

Autores

  • João Carlos Jânio Gigolotti Centro Universitário de Volta Redonda - Fundação Oswaldo Aranha
  • Eliane Brasil Fernandes Brasil Costa Centro Universitário de Volta Redonda - Fundação Oswaldo Aranha
  • Carlos Angelo Nunes Escola de Engenharia de Lorena/USP
  • Elisa Gombio Rocha DEMAR/EEL/USP
  • Gilberto Carvalho Coelho Escola de Engenharia de Lorena - EEL-USP

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v9.n25.167

Palavras-chave:

microdureza, ligas Hf–Si–B, silicetos, boretos.

Resumo

O avanço tecnológico tem gerado demanda crescente por materiais que possam ser utilizados sob alta temperatura, o que inclui ligas intermetálicas MR–Si–B (MR = metal refratário) com estruturas multifásicas, que podem ser aplicados também em ambientes oxidantes. Assim, este trabalho teve por objetivo estudar a microdureza de ligas do sistema Hf–Si–B na seção isotérmica a 1600ºC, na região rica em Hf. Ligas Hf–Si–B foram produzidas com lâminas de Hf (min. 99,8%), Si (min. 99,998%) e B (min. 99,5%), em forno a arco e tratadas termicamente a 1600 ºC sob atmosfera de argônio. As relações de fases nessas ligas foram previamente identificadas por difração de raios-X e por contraste, em imagens obtidas via microscopia eletrônica de varredura no modo elétrons retroespalhados. As ligas tiveram sua dureza analisada pelo método Vickers (microdureza) com carga de 0,2 kgf e tempo de aplicação de 20 s. Os resultados, obtidos da média aritmética de cinco medições realizadas para cada liga, mostram que as ligas estudadas apresentam elevada dureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Carlos Jânio Gigolotti, Centro Universitário de Volta Redonda - Fundação Oswaldo Aranha

Professor Dr. do curso de Engenharia de Produção-UniFOA

Eliane Brasil Fernandes Brasil Costa, Centro Universitário de Volta Redonda - Fundação Oswaldo Aranha

Aluna de Iniciação Cíenifica-Engenharia de Produção-UniFOA

Carlos Angelo Nunes, Escola de Engenharia de Lorena/USP

Prof. Dr. do DEMAR-EEL-USP

Elisa Gombio Rocha, DEMAR/EEL/USP

Aluna de Iniciação Cíenifica-DEMAR-EEL-USP

Gilberto Carvalho Coelho, Escola de Engenharia de Lorena - EEL-USP

Prof. Dr. no DEMAR-EEL-USP

Referências

BRUKL, C. E. Ternary Phase Equilibria in Transition Metal–Boron–Carbon–Silicon Systems. Ohio: Wright-Patterson AFB, Air Force Materials Lab, 1966, p. 1-95, Technical Report, parte II, v. X, AFML-TR-65-2.

CAI, G. M.; ZHENG, F.; YI, D. Q.; CHEN, H. M.; ZHOU, S. X.; LONG, Z. H.; JIN, Z. P. Experimental Investigation and Thermodynamic Modeling of Hf–Si–B system. Journal of Alloys and Compounds, v. 494, n. 1-2, p. 148-154, 2010.

GIGOLOTTI, J. C. J.. Avaliação experimental das relações de fases da seção isotérmica a 1600 °C e da projeção liquidus na região rica em háfnio do sistema háfnio–silício–boro. 2012. 294 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Materiais) – Departamento de Engenharia de Materiais, Escola de Engenharia de Lorena, Universidade de São Paulo, Lorena, 2012.

GIGOLOTTI, J. C. J.; NUNES, C. A.; COELHO, G. C.. Avaliação Experimental das Relações de Fases na Região Rica em Háfnio do Sistema Háfnio–Silício–Boro. 1st International Materials Congress (TMS/ABM) – 65º Congresso da Associação Brasileira de Metalurgia – ABM, Anais, 2588-2599, 2010.

MASSALSKI, T. B. Handbook of Ternary Alloy Phase Diagrams. Ohio: Materials Park, ASM International, 1995, v. 1-10, p. 5704-5705.

NUNES, C.A., SAKIDJA, R., DONG, Z., PEREPEZKO, J. Liquidus Projection for the Mo-rich Portion of the Mo–Si–B Ternary System. Intermetallics v. 8, n. 4, p. 327-337 2000.

NUNES, C. A.; COELHO, G. C.; PINTO Jr., D. M.; DE CAMARGO GANDOLPHO, K. C.; BORGES JUNIOR, L. A.; RODRIGUES, G. Phase Stability in the Nb–rich Region of the Nb–B–Si System. In: MORRIS, D. G.; NAKA, S.; CARON, P. (Ed.). Intermetallics and Superalloys. Weinheim: Wiley–VCH, 2000, v. 10 (Euromat, 1999).

NUNES, C. A. Estabilidade de Fases em Ligas Mo–B–Si Ricas em Molibdênio. Tese (Doutorado). Departamento de Engenharia de Materiais, Faculdade de Engenharia Mecânica, UNICAMP, Campinas, 1997.

NUNES, C. A.; SAKIDJA, R.; PEREPEZKO, J. H. Phase Stability in High Temperature Mo-rich Mo–B–Si Alloys. In: Structural Intermetallics, editado por Nathal, M. V. et al. Warrendale: TMS, 1997, p. 831-839.

PONTON, C.B.; RAWLINGS, R.D. Vickers Indentation Fracture Toughness Test, Part 1: Application and Evaluation of Standardized Indentation Toughness Equations. Materials Science and Technology, 1989, v. 5, p. 961-976.

RUDY, E. Ternary Phase Equilibria in Transition Metal-Boron-Carbon-Silicon Systems. Ohio: Wright-Patterson AFB, Air Force Materials Lab, AFML-TR-65-2, parte 4, 1969, p. 689. In: MASSALSKI, T. B. (Ed.). Handbook of Binary Alloy Phase Diagrams. Ohio: ASM – The Materials Information Society, 1996, v. 1-3, p. 488-489.

SCHUBERT, W. D.; NEUMEISTER, H.; KINGER, G.; LUX, B. Hardness to Toughness Relationship of Finegrain WC-Co Hardmetals. International Journal of Refractory Metals & Hard Metals, 1998, v. 16, p.133-142.

SILVA, D. A.; PEREIRA, M. G.; DIAS, A. M. S. Simulação Numérica do Ensaio Vickers em Materiais com Características Frágeis. XIV Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica – CREEM 2007, www.abcm.org.br/pt/wp-content/anais/creem/2007/PDF/0046.PDF, acesso em 15 de julho de 2015.

Downloads

Publicado

08/10/2014

Como Citar

GIGOLOTTI, J. C. J.; FERNANDES BRASIL COSTA, E. B.; NUNES, C. A.; ROCHA, E. G.; COELHO, G. C. Avaliação de Microdureza de Ligas Hf–Si–B. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 9, n. 25, p. 35–44, 2014. DOI: 10.47385/cadunifoa.v9.n25.167. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/167. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>