Velocidades de correnteza acima do ótimo da espécie como refúgios contra a predação em larvas de simulídeos (Diptera: Simuliidae)

Autores

  • Y. S. Uchôa Centro Universitário Estadual da Zona Oeste
  • A. Maia 1Centro Universitário Estadual da Zona Oeste
  • L. B. Lucena Centro Universitário Estadual da Zona Oeste
  • M. J. R. Pinto Centro Universitário Estadual da Zona Oeste
  • L. H. Gil-Azevedo Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • R. Figueiró Centro Universitário Estadual da Zona Oeste Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1757

Palavras-chave:

Simuliidae, velocidade, predação.

Resumo

Os simulídeos são uma família de insetos holometabólicos que compreende mais de 1750 espécies descritas. Suas formas adultas são hematófagas, e suas larvas são filtradoras, alimentando-se de partículas em suspensão na coluna da água. A teoria ecológica sugere que o impacto da predação pode ser minimizado pela existência de regiões no habitat nas quais as presas são menos acessíveis para os predadores. A velocidade da correnteza está diretamente relacionada à eficiência de captura de alimentos por larvas de simulídeos, de forma que cada espécie apresenta uma diferente faixa ótima de velocidade da correnteza na qual sua eficiência de alimentação é máxima. Existem estudos na literatura que apontam uma tendência a larvas de Simuliidae ocuparem também velocidades acima de sua faixa ótima como forma de evitação da predação. O presente estudo tem como objetivo principal investigar a importância de velocidades de correnteza acima do ótimo da espécie como refúgio para larvas de simulídeos contra a predação por alguns de seuspotenciais predadores. As larvas de Simuliidae e os imaturos de predadores empregados no experimento foram coletadas no rio Soberbo, que é localizado na região da Serra dos Órgãos, no município de Guapimirim/RJ.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>