Compósitos de poliuretano reforçados com fibra de sisal

Autores

  • Daniella Regina Mulinari Docente do Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
  • Ângela Maria Guedes Alves Graduado em Engenharia de Produção do Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
  • Bárbara da Costa Sales Graduado em Engenharia de Produção do Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
  • Bruno Canedo da Cunha Graduado em Engenharia de Produção do Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v9.n1%20esp.211

Palavras-chave:

Desenvolvimento sustentável, mamona, sisal, revestimento.

Resumo

A competitividade no setor automobilístico, acentuada pela globalização dos mercados, tem proporcionado a pesquisa e o desenvolvimento de novos materiais para a fabricação de veículos que causem menor impacto ambiental. Para atender as necessidades deste mercado, com mais consciência ambiental, ganhou evidência o conceito de desenvolvimento sustentável. Deste modo, as empresas passaram a investir na busca de novas técnicas e tecnologias para as atividades e a considerar também a variável ambiental em suas estratégias de produção, o que resulta na tentativa de incorporar nos produtos, materiais de baixa degradação ambiental e grande abundância na natureza. Portanto, o objetivo deste trabalho foi desenvolver um revestimento interno da cabine de caminhões utilizando materiais sustentáveis como óleo de mamona na produção do poliuretano e também fibras de sisal no complemento da lâmina, tornando o veículo mais leve, econômico e menos poluente. As propriedades destes materiais foram avaliadas por meio de ensaios de resistência ao impacto e tração e comparadas com o revestimento atual. Os resultados obtidos foram satisfatórios e comprovaram que o material desenvolvido apresenta resistência mecânica levemente superior quando comparado ao revestimento atual, o que possibilita este material ser empregado no interior das cabines de caminhões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASM INTERNATIONAL. Engineered Materials Handbook: Composites. 4th ed. United States of America: ASM, 1993. v.1, 983p.

ASTM D638: Standard Test Method for Tensile Properties of Plastics.

ASTM D6110: Standard Test Method for Determining the Charpy Impact Resistance of Notched Specimens of Plastics.

MEDINA, H. V. Reciclagem de automóveis: Estratégias, práticas e perspectivas.

Rio de Janeiro [s.n.], 2003 90p. CT2003-084-00.

MOTHÉ, C. G.; ARAUJO, C.R. Caracterização Térmica e Mecânica de Compósitos de Poliuretano com Fibras de Curauá. Artigo Técnico Científico – Associação Brasileira de Polímeros, São Carlos, São Paulo, 2004.

MULINARI, D. R. Comportamento Térmico, mecânico e morfológico dos compósitos de polietileno de alta densidade reforçados com fibras de celulose do bagaço de cana de açúcar. Tese (Doutorado) – Faculdade de Engenharia do Campus de Guaratinguetá, Universidade Estadual Paulista, Guaratinguetá, 2009.

NAVEIRO, R. M.; Pacheco, E.B.A.V.; Medina H. V. Ecodesign: O desenvolvimento de projeto de produto orientado para reciclagem. 5° Congresso Brasileiro de Gestão de Desenvolvimento de Produto, Porto

SERVES, V.; Espumas Flexíveis de Poliuretana à base de Polióis de Óleo de Mamona Etoxilado. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Química-Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

Downloads

Publicado

01-08-2014

Como Citar

MULINARI, D. R.; ALVES, Ângela M. G.; SALES, B. da C.; DA CUNHA, B. C. Compósitos de poliuretano reforçados com fibra de sisal. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 9, n. 1 esp, p. 65–71, 2014. DOI: 10.47385/cadunifoa.v9.n1 esp.211. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/211. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Especial Engenharia de Produção

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>