Modelo para otimização do processo de análise criminal de uma organização policial militar

Autores

  • L. Ramos UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • L. Garcia UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • R. A. Gustavo UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • A. G. E. Santo UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • C. E. C. Vieira UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2154

Palavras-chave:

gerenciamento, decisão, criminal, inteligência, estratégia

Resumo

Atualmente na Organização Policial Militar da Região Sul Fluminense os dados a serem analisados são recebidos semanalmente através de uma planilha Excel gerados pelo Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro (ISP). A partir desses dados, se inicia o trabalho de separação dos mesmos, para só depois ter condições de aplicar as técnicas de análise de dados que possibilitam identificar manchas criminais existentes. O trabalho minucioso ocasiona alta demanda de tempo e possíveis inconsistências nas informações geradas, devido à falta de uma padronização na execução do trabalho de análise e estatística dos dados, ficando à responsabilidade da criação dos procedimentos a cargo de cada profissional analista, fator este que acarreta diversos problemas administrativos. O processo de análise criminal de Policiamento de Área é realizado sem o auxílio de um software, o que acarreta demora na tomada de decisão. O software proposto possibilita informações precisas e eficazes para que se tomem decisões de acordo com a necessidade de cada área geográfica. Para o seu desenvolvimento, realizou-se um estudo norteado nos pilares da inteligência policial voltada para análise criminal e uso de metodologias estatísticas aplicadas no tratamento das informações, além das diretrizes propostas pelo ISP para se chegar a possível viabilidade quanto a implementação de uma ferramenta capaz de auxiliar diretamente a Polícia Militar no que tange a tomada de decisão, gerenciamento e monitoramento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)