Determinação das temperaturas e seqüências de transformação de fases por dilatometria em aços baixo carbono contendo Mn e Si e microadição de Nb submetidos a diferentes ciclos térmicos

Autores

  • R. A. A. Tavares UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • L. H. Gaio UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. I. S. T. Faria UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda Centro Paula Souza- FATEC-Pindamonhangaba, SP
  • G. Rodrigues UniFEI, Itajubá, MG
  • A. S. Paula EEIMVR / UFF, Volta Redonda, RJ

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v5.n1.2413

Palavras-chave:

aço bifásico, microestrutura, temperaturas e seqüências de transformação de fases

Resumo

Os aços bifásicos (A.H.S.S., Advanced High Strength Steels) têm características interessantes para a indústria automotiva, devido a eles apresentarem a combinação de resistência, dutilidade e conformabilidade que permite a redução de peso com manutenção da resistência. Os aços de baixo carbono com estrutura bifásica contendo ferrita em conjunto com a presença de bainita ou martensita apresentam combinação de resistência e ductilidade mais elevadas que os ferríticos-perlíticos. A obtenção destas microestruturas nestes aços advém do resfriamento controlado, conferindo elevada resistência mecânica e boa tenacidade a estes aços. Para execução deste trabalho foram elaboradas em escala piloto três ligas de baixo carbono e combinações dos teores de Si e Mn, e microligadas ao Nb. As temperaturas e as seqüências de transformação de fases foram determinadas por meio de ensaios experimentais de dilatometria a partir de ciclos térmicos com temperatura de encharque de 1000ºC por 300 s e distintas taxas de aquecimento (1 e 10ºC/s) e de resfriamento (1, 10 e 50ºC/s). Com uso do microscópio óptico e do microscópio eletrônico de varredura foi possível estudar a correlação entre a composição química e a evolução microestrutural com base no andamento das curvas de dilatometria durante os distintos ciclos térmicos, para assim avaliar o seu efeito sob as temperaturas e as seqüências de transformação de fases.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-08-14

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>