Jovens gestores e participação social: uma proposta de intervenção através da pesquisa-ação

Autores

  • J. A. Abreu UNESA-Universidade Estácio de Sá, Resende - RJ
  • V. Marques UNESA-Universidade Estácio de Sá, Resende - RJ

Palavras-chave:

Resende, juventude, projeto social, pesquisa-ação

Resumo

A adolescência é a passagem por um momento turbulento e crítico de transição para a vida adulta. Neste período, o adolescente e o jovem têm a tendência de ter um crescente interesse pelas coisas que ocorrem no mundo. É comum também nesta fase o surgimento por preocupações sociais, essa característica apresenta como normal na juventude, denominada de atitude social reivindicatória. As crises de identidade que o jovem passa são necessárias para a formação cidadã. Este trabalho objetiva apresentar uma experiência de parceria entre a Universidade Estácio de Sá/Curso de Psicologia/Laboratório de Práticas Sociais e Prefeitura Municipal /Fundação Confiar- Resende/Projeto Oficina de Ideias. Realizamos esta pesquisa visando aprofundar o tema “Estímulo à prática da cidadania e participação social da juventude”, através de um trabalho de capacitação com jovens integrantes deste projeto social, no que realizavam trabalhos de debates com outros jovens uma vez por mês sobre diversos temas. A contribuição deste estudo se evidencia na intenção de enfatizar a percepção dos jovens moradores da cidade frente às atuais crises sociais e a partir dos dados coletados, refletir sobre como isso pode estar interferindo no seu exercício da cidadania e na sua participação social. Para isso utilizamos o método da pesquisa-ação baseada na epistemologia não-ordinária, fazendo interface à abordagem qualitativa. Os resultados deste trabalho apontaram que ocorreu uma aprendizagem para todo o grupo envolvido, desde os participantes aos pesquisadores. E identificaram o início de um processo de transformação social, em que estes jovens tornam-se multiplicadores de temas direcionados a própria juventude como sexualidade, trabalho, família, etc. Este trabalho favoreceu ainda o fortalecimento das relações do próprio grupo. Por fim concluímos que para encontrar soluções para os problemas, é necessário ouvir diretamente os envolvidos, pois só estes podem falar de sua realidade tal como é vivenciada e percebida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-02-2019

Como Citar

ABREU, J. A.; MARQUES, V. Jovens gestores e participação social: uma proposta de intervenção através da pesquisa-ação. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 3, n. 1 esp, p. 60, 2019. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2790. Acesso em: 24 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.