Novos horizontes no estudo da leitura em língua estrangeira

Autores

  • A. M. Carvalho UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • G. O. Silva UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda,
  • M. A. Amorim UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ

Palavras-chave:

Leitura, texto, leitor, interação, ensino

Resumo

A leitura em língua estrangeira (LE) tem se tornado cada vez mais importante como fonte de aquisição de informações e construção de conhecimentos diante do crescimento das novas tecnologias da comunicação e frente ao movimento de globalização. Uma nova realidade se instaura, cada vez mais textos inundam o leitor – ou navegador – contemporâneo em uma pluralidade de discursos (LÉVY, 2007; CORACINI, 2005). Entretanto, o que percebemos ainda é uma grande valorização da habilidade oral no ensino-aprendizagem de língua estrangeira que, na maioria das vezes, não condiz com a real necessidade do aprendiz. Sabemos que o objetivo de se aprender uma língua estrangeira é a possibilidade de engajamento em práticas sociais distintas e acreditamos que a melhor maneira de promover tal engajamento numa sociedade em rede (LÉVY, 2007) é através do ensino-aprendizagem da leitura. Para tanto, é necessário que, dentre as pesquisas que apresentam diferentes perspectivas sobre o estudo da leitura, nós, enquanto professores, adotemos o modelo de leitura em LE mais adequado, baseado em perspectivas consoantes com o momento sócio-cultural descrito acima. O objetivo deste trabalho foi, então, discutir uma proposta de ensino de leitura em língua estrangeira adequada, que possibilitaria ao aluno o posicionamento frente às diversas práticas sociais por meio da leitura e interpretação de diferentes tipos de textos. Tem em vista o objetivo elencado, discutimos três abordagens no estudo da leitura – texto, leitor e interação – procurando levantar suas características e potencialidades para aplicação educacional. Concluímos que a melhor proposta de ensino de leitura seria a que leva em conta a abordagem interacional, pois essa abordagem contempla o contexto no qual a leitura se insere e promove a participação ativa de quem lê para a construção do sentido dos textos através da promoção da interação entre aluno-leitor e texto, incentivada pelo professor em sala de aula ao mesmo tempo em que localiza ambos, sujeitos e texto, no mundo social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-02-2019

Como Citar

CARVALHO, A. M.; SILVA, G. O.; AMORIM, M. A. Novos horizontes no estudo da leitura em língua estrangeira. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 3, n. 1 esp, p. 64, 2019. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2795. Acesso em: 12 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.