Análise dos rótulos de suplementos proteicos para atletas segundo as normas brasileiras em vigência

Autores

  • Vanessa Cristina Corrêa Leite Centro Universitário de Volta Redonda
  • Elton Bicalho de Souza Centro Universitário de Volta Redonda Universidade Estadual de Campinas
  • Alden dos Santos Neves Centro Universitário de Volta Redonda Universidade Estadual do Rio de Janeiro
  • Margareth Lopes Galvão Saron Centro Universitário de Volta Redonda
  • Aline Cristina Teixeira Mallet Centro Universitário de Volta Redonda
  • Cyntia Ferreira de Oliveira Centro Universitário de Volta Redonda Universidade Estadual do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v10.n28.288

Palavras-chave:

Rotulagem, Ergogênicos Nutricionais, Suplementos Proteicos.

Resumo

Os rótulos são canais de comunicação entre o consumidor e o fabricante, onde devem fornecer informações verdadeiras e legíveis sobre o produto. No que cerceia o controle sanitário, rotulagem e as características mínimas de qualidade, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) estabeleceu exigências presentes na Resolução n° 18, de 27 de abril de 2010, que devem ser cumpridas pelos fabricantes de ergogênicos nutricionais. O objetivo do presente estudo foi avaliar, segundo parâmetros regulamentares da ANVISA, os rótulos de suplementos proteicos para atletas. O estudo foi do tipo observacional, descritivo e quantitativo, realizado em uma loja de suplementos localizada em Volta Redonda, RJ. Os suplementos selecionados foram de acordo com a disponibilidade da mesma. Avaliou-se os rótulos de acordo com a RDC nº 18 (BRASIL, 2010). Dos 24 produtos avaliados, 75% continham não conformidades em seus rótulos, entretanto, todos os produtos possuíam a lista dos ingredientes, número do lote e registro e prazo de validade. Observou-se que a maioria dos produtos avaliados não está em consonância com a Legislação Brasileira vigente, sendo necessária a adequação das informações contidas nos rótulos, principalmente no que se refere à informação de que este produto não substitui uma alimentação equilibrada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 18, de 27 de abril de 2010. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, de 28/04/2010.

______. ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 259, de 20 de setembro de 2002. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, de 23/09/2002.

BORGES, N.R.A.; SILVA, P.P. Avaliação da rotulagem de suplementos proteicos comercializados na cidade de Goiânia-GO. 2011. 18 f. Monografia (Bacharelado em Nutrição) - Universidade Paulista, Goiás, 2011.

CATALANI, L.A.; KANG, E.M.S.; DIAS, M.C.G.; MACULEVICIUS, J. Fibras alimentares. Rev. Bras. Nutr. Clin., v. 4, n. 18, p. 178-182, 2003.

CHIAVERINI, L.C.T.; OLIVEIRA, E.P. Avaliação do consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias de Botucatu-SP. Rev. Bra. Nut. Esp., v. 7, n. 38, p. 108-117, 2013.

DOMINGUES, S.F.; MARINS, J.C.B. Utilização de recursos ergogênicos e suplementos alimentares por praticantes de musculação em Belo Horizonte – MG. Fit Perf J. v. 4, n. 6, p. 218-26, 2007.

KANTIKAS, M.G.L. Avaliação do Uso de Suplementos Nutricionais à base de Soro Bovino pelos Praticantes de Musculação em Academias da Cidade de Curitiba-PR. Dissertação de Mestrado. Curitiba. Universidade Federal do Paraná. 2007.

LOMBARDI, A.N. Publicidade enganosa em rótulos de alimentos destinados a praticantes de atividade físicas. 2006. 30 f. Monografia (Especialista em Qualidade dos Alimentos) – Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2006.

LOVATO, F.; KOWALESKI, J.; SANTOS, L.R.; SILVA, S.Z. Avaliação da conformidade de suplementos alimentares frente a legislação vigente. Rev. Bras. Nut. Esp., v. 8, n. 47, p. 330-335, 2014.

MOREIRA, S. S. P.; CARDOSO, F. T.; SOUZA, G. G.; SILVA, E. B. Avaliação da adequação da rotulagem de suplementos esportivos. Corpus el Scientia, v. 9, n. 12, p. 45-55, 2013.

PAULA, A.M.C. Avaliação dos rótulos de suplementos nutricionais para praticantes de atividade física x Propaganda x Direito do consumidor. Dissertação de Mestrado. Ceará. Universidade Estadual do Ceará. 2008.

SANTOS, M.A.A.; SANTOS, R.P. Uso de suplementos alimentares como forma de melhorar a performance nos programas de atividade física em academias de ginástica. Rev. Paul. Educ. Fís., v. 16, n. 2, p. 174-85, 2002.

Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte - SBME. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação da ação ergogênica e potenciais riscos a saúde. Rev. Bras. Med. Esporte., v. 9, n. 1, p. 43-55, 2003.

Downloads

Publicado

10-08-2015

Como Citar

LEITE, V. C. C.; DE SOUZA, E. B.; NEVES, A. dos S.; SARON, M. L. G.; MALLET, A. C. T.; OLIVEIRA, C. F. de. Análise dos rótulos de suplementos proteicos para atletas segundo as normas brasileiras em vigência. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 10, n. 28, p. 69–74, 2015. DOI: 10.47385/cadunifoa.v10.n28.288. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/288. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>