Prevalência de sintomas depressivos e estresse em pacientes com hipertensão arterial em um PSF

Autores

  • J. F. Guedes UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. D. T. Cardoso UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda
  • E. F. Guedes UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda

Resumo

A depressão é uma doença altamente prevalente na população, sobretudo n presença de comorbidades como hipertensão arterial. Realizamos avaliação da prevalência de depressão e estresse em pacientes com hipertensão arterial em um PSF Objetivo: Avaliar a prevalência de tais fatores em portadores de hipertensão arterial cadastrados em um PSF. Métodos: Após aprovação ética, através de questionário contendo o Inventário de Depressão de Beck e GHQ-12 (General Health Questionnaire para avaliação de estresse, foram entrevistados 70 pacientes. Resultados: Observou-s prevalência de sintomatologia depressiva em 70% dos pacientes avaliados. No qu concerne a estratificação da severidade, 57,2% dos amostrados apresentaram depressã de leve a moderada e 12,8 moderada a grave. A prevalência de estresse foi de 48,6 sendo maior 88% nos pacientes com depressão. Conclusões: A sintomatologia depressiva e o estresse apresentaram elevada prevalência em nosso estudo, sendo necessári participação multiprofissional com atuação da psicologia e assistência social, visto que depressão e o estresse são reconhecidamente fatores que aumentam o risco de doença cardiovasculares, sobretudo, em pacientes idosos e portadores de comorbidades com hipertensão arterial e diabetes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

02/11/2019

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>