O Enfermeiro e a Prevenção das Infecções do Sítio Cirúrgico

Autores

  • Junia Pisaneschi Jardim Rocha Universidade Estácio de Sá
  • Clarice Aparecida Simão Lages Universidade Estácio de Sá

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v11.n30.357

Palavras-chave:

Infecções Hospitalares, Programa de Controle de Infecções Hospitalares, Enfermeiro,

Resumo

As infecções hospitalares (IH) são definidas como aquelas adquiridas após, durante e até mesmo depois da internação do paciente desde que possam ser relacionadas com a internação ou procedimentos invasivos. A multiplicidade de fatores que envolvem o controle de infecções, tem dificultado a implementação de um efetivo programa de ações preventivas e controladoras, representando desafios cada vez maiores aos profissionais de saúde. Assim, foram objetivos do presente estudo de pesquisa bibliográfica, descrever as principais causas de Infecção no sítio cirúrgico; pesquisar a atuação da CCIH na prevenção das Infecções no sítio cirúrgico; e investigar as condutas de Enfermagem para a prevenção das Infecções no sítio cirúrgico. Por fim observou-se a importância do Programa de Controle de Infecções Hospitalares e da atuação do enfermeiro n\a prevenção das infecções hospitalares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANVISA. Sítio Cirúrgico: Critérios Nacionais de Infecções relacionadas à assistência à saúde. Brasília, 2009. Disponível em:<http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/manuais/criterios_nacionais_ISC.pdf>. Acesso em: 08 de março de 2015.

AYLIFFE, G.A.J et al. Controle de Infecção Hospitalar: Manual Prático. Rio de Janeiro: Revinter, 1998, p.1-8.

AZAMBUJA, E.P.D et al. Prevenção e Controle da Infecção Hospitalar: As Interfaces Com O Processo De Formação Do Trabalhador. Rev. Texto e Contexto Enferm. v.13, n°esp, p.79-86, 2004.

BEN, L.W.D.B; MOURA, M.L.P.A. Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar para enfermeiros. São Paulo: Senac, 1996, p.9-15.

BEZERRA, A.L.Q. O contexto da educação continuada em enfermagem na visão de gerentes de enfermagem e dos enfermeiros de educação continuada. Rev. Paulista de Enfermagem. v.21, n°3, p.288-289, 2002.

BEZERRA, A.L.Q. Perfil do Enfermeiro de Educação Continuada. Rev. Paulista de Enfermagem, v.16, n°1/3, p.72-82, 1997.

BOLICK, D et al. Segurança e Controle de Infecção. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso editores, 2000, p.79-123.

CARPENTER, C.C.J et al. Infecções Hospitalares. In: ANDREOLI, T.E et al. Cecil Medicina Interna Básica. Rio de Janeiro: Guanabara, 1998, p.707-709.

CARRARO, T.E. Os Postulados De Nightingale E Semmelweis: Poder/Vital E Prevenção/Contágio Como Estratégias Para A Evitabilidade Das Infecções. Rev. Latino-am Enfermagem, v.12, n°4, p.650-657, 2004.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA, R. Metodologia científica. São Paulo: Person Education, 2006.

CHIANCA, T.C.M et al. As Comissões de Infecção Hospitalar e as Unidades de Centro Cirúrgico: Uma Reflexão Histórico-Crítica acerca da Prática. Rev. Técnica de Enfermagem-Nursing, v.5, n°46, p.22-28, 2002.

COUTO, R.C; NOGUEIRA, J.M. Critérios Diagnósticos das Infecções Hospitalares. In: COUTO, R.C et al. Infecção Hospitalar: Epidemiologia e Controle. Rio de Janeiro: MEDSI, 1997, p.39.

FARIAS, A.C.M. Atualidades E Perspectivas Em Educação Continuada: Treinamento E Aperfeiçoamento De Pessoal. Rev. Paulista de Enfermagem. v.6, n°1/3, p.64-66, 1997.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas 1996.

GONÇALES, M.B; FONSECA, A.D.S. Visão dos Docentes de Enfermagem quanto aos Cuidados Básico para Prevenção de Infecção. Rev. Técnica de Enfermagem-Nursing, v.78, n°7, p.23-28, 2004.

MARTINS, M.A et al. Manual de Infecções Hospitalares: Prevenção e Controle. São Paulo: MEDSI, 1993, p.1-5.

MERCIER, C. Parar o Supermicróbio. Rev. Técnica de Enfermagem-Nursing, v.10, n°116, p.9-10, 1997.

MOURA, M.E.B; TYRREL, M.A.R. A Infecção Hospitalar no Piauí: a crítica e os aspectos críticos no processo de cuidar-cuidado em enfermagem. Rev. Técnica de Enfermagem-Nursing, v.6, n°66, p.31-36, 2003.

OLIVEIRA, A.C; CARVALHO, D.V. Infecções de Sítio Cirúrgico Pós-Alta Hospitalar. Rev. Técnica de Enfermagem-Nursing, v.3, n°31, p.17-21, 2000.

PEREIRA, W.R; BELLATO, R. A Relação Entre A Precarização Do Ambiente Físico E O Risco De Infecção Hospitalar: Um Olhar Sob A Perspectiva Da Ética, Dos Direitos E Da Cidadania. Rev. Texto e Contexto Enferm. v.13, n°esp, p.17-24, 2004.

PEREIRA, M.S. et al. A infecção hospitalar e suas implicações para o cuidar da enfermagem. Revista Texto Contexto Enfermagem. Abr-Jun. 2005 p. 250-257 Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072005000200013&script=sci_arttext> Acesso em: 07 de março de 2015.

POTTER, Patrícia A. et al. Fundamentos de Enfermagem. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

SANTOS, A.A.M. et al. Diagnóstico do controle da infecção hospitalar no Brasil. Programa de pesquisas hospitalares em busca de excelência: fortalecendo o desempenho hospitalar no brasil. Brasília: Agência Nacional de Vigilância Sanitária/Banco Mundial; 2005.

SANTOS, N.D.Q. A Resistência Bacteriana No Contexto Da Infecção Hospitalar. Rev. Texto e Contexto Enferm. v.13, n°esp, p.64-70, 2004.

SOUZA, N.V.D.O et al. Gente que Cuida de Gente com Infecção Hospitalar. Rev. Técnica de Enfermagem-Nursing, v.2, n°14, p.15-19, 1999.

TURRINI, R.N.T. Programa de Controle de Infecção Hospitalar: problemas na implantação em hospitais do Município de São Paulo. Rev. ACTA Paul. Enf. v.17, n°3, p.316-323, 2004.

VOST, J. Controle da Infecção Hospitalar e Questões Relacionadas na Terapêutica Intravenosa. Rev. Técnica de Enfermagem-Nursing, v.1, n°5, p.29-34, 1998.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Guidelines on Hand Hygiene in Health Care. First Global Patient Safety Challenge Clean Care is Safer Care. World Health Organizations; 2009. Disponível em: <http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/44102/1/9789241597906_eng.pdf>. Acesso em: 21 de setembro de 2015.

WOSNY, A.D.M; ERDMANN, A.L. Odores E Infecções Em Ambiente Hospitalar: A Negação Do Óbvio No Registro Das Observações Da Enfermagem. Rev. Texto e Contexto Enferm, v.13, n°esp, p.58-63, 2004.

Downloads

Publicado

10-04-2016

Como Citar

ROCHA, Junia Pisaneschi Jardim; LAGES, Clarice Aparecida Simão. O Enfermeiro e a Prevenção das Infecções do Sítio Cirúrgico. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 11, n. 30, p. 117–128, 2016. DOI: 10.47385/cadunifoa.v11.n30.357. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/357. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.