Utilização do Conceito de Conjuntos Nebulosos na Otimização de Ferramentas de Priorização em Ergonomia: o caso da Matriz SIC-Fuzzy

Autores

  • Marcello Silva e Santos UNIFOA
  • Claudio Henrique Santos Grecco IEN - Instituto de Engenharia Nuclear
  • Mario Cesar Rodriguez Vidal UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v10.n29.365

Palavras-chave:

Lógica fuzzy, Ferramentas de Gestão, Filosofia, Ergonomia

Resumo

A matriz de Priorização tem sido uma das ferramentas mais frequentes para auxiliar nas tomadas de decisões relacionadas a projetos. Por sua vez, as ações ergonômicas resultam em múltiplas necessidades de enquadramento, sendo algumas delas mais urgentes e necessárias, ou ainda outras complexas, que exijam ações de engenharia e, portanto, tendem a demorar a serem implementadas. Assim, matrizes de priorização possibilitariam eleger, por critérios diferenciados, os fatores de riscos e a urgência de cada problema que demanda uma determinada ação. A Matriz SIC/Fuzzy é uma evolução da Matriz de Priorização SIC ®, ferramenta desenvolvida pelo laboratório GENTE/Fuzzy da UFRJ. Ela relaciona os itens a serem analisados por critérios de saúde e segurança ocupacional, sendo utilizada no processo de tomada de decisão em ergonomia. O índice “SIC” permite, portanto, determinar o grau de gravidade ocupacional de cada posto de trabalho. A apropriação da Lógica Fuzzy à ferramenta original incorpora variáveis que representam atributos cognitivos humanos, transformando-os em um formato numérico que pode ser quantificado e mensurado. A teoria fuzzy é usada, essencialmente, para mapear modelos quantitativos de tomada de decisão e em métodos de representação em ambientes de incertezas e imprecisões. Neste contexto, podese utilizá-la juntamente com indicadores de priorização por criticidade utilizados em Ergonomia. O trabalho descreve o modelo e apresenta experiências iniciais de sua aplicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcello Silva e Santos, UNIFOA

Engenharia de Produção; Ergonomia; Segurança do Trabalho; Saúde do Trabalhador.

Referências

BOUYSSOU, D., et al. (Eds), Decision Making Process, Concepts and Methods, Hoboken, John Wiley & Sons, 2010.

CARAYON, P., Job Design and Job Stress in Office Workers, Ergonomics, 36, May, p. 463-477, 1993.

GENTE/COPPE, Relatórios de Projetos, Laboratório GENTE/COPPE/UFRJ, 2006-2012.

GENTE/COPPE/UFPB, Relatório Alpargatas Final, GENTE/COPPE/UFPB, 2010.

GRANDJEAN, E., , Manual de ergonomia: adaptando o trabalho ao homem, 4ª ed. Porto Alegre: Ed. Bookman, 1998

GRECCO, C. H. S., VIDAL, M. C. R, CARVALHO, P. V. R., Using Fuzzy Set Theory to Model Resilience in Safe-Critical Organizations. In: AHRAM, T. Z., KARWOWSKI, W. (Org.). Advances in Physical Ergonomics and Safety. 1ª ed. v. 1, 78-87. USA: Taylor & Francis, 2012.

HENDRICK, H, Handbook of Human Factors and Ergonomics Methods, London: Taylor & Francis, 2004.

HODGKINSON, G., STARBUCK, W., (Eds), The Oxford Handbook of Organizational Decision Making, Oxford, Oxford University Press, 2008.

HSU, H. M., CHEN, C. T., Aggregation of fuzzy opinions under group decision making. Fuzzy Sets and Systems 79, 279 –285, 1996.

LIANG, G. S., WANG, M. J., A fuzzy multi-criteria decision-making method for facility site selection. Int. J. Prod. Res., v. 29, n. 11, 2313-2330, 1991.

MOREIRA, S.B., Fatores humanos no Poder Aeroespacial: aspectos de ergonomia física, UNIFA - Universidade da Força Aérea, 2010.

MURRELL, K., Human performance in industry, New York: Reinhold Publishing, 1965.

OCCHIPINTI, E. OCRA, a concise index for the assessment of exposure to repetitive movements of the upper limbs, Ergonomics,41, 1290-1331, 1998.

PEDRYCZ, W., Why triangular membership functions? Fuzzy Sets and Systems 64, 21-30, 1994.

SANTOS, M., VIDAL, M., A Ergonomia de Concepção na Prevenção de Inadequações no Ambiente de Trabalho Construído. Ação Ergonômica, v. 3, p. 24-30, 2008.

SANTOS, M., Ergonomic Pattern Mapping – A proposed method for participatory design processes in the workplace, Annals of AHFE Conference, 2010.

SANTOS, M., VIDAL, M., MOREIRA, S., The RFad Method – a new fatigue recovery time assessment for industrial activities, Journal of Prevention, Assessment and Rehabilitation, Volume 41, Supplement 1/ 2012, 1656-1663, 2012.

ZADEH, L. A., Fuzzy Sets, Information Control 8, 338 -353, 1965.

Downloads

Publicado

10-12-2015

Como Citar

SANTOS, M. S. e; GRECCO, C. H. S.; VIDAL, M. C. R. Utilização do Conceito de Conjuntos Nebulosos na Otimização de Ferramentas de Priorização em Ergonomia: o caso da Matriz SIC-Fuzzy. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 10, n. 29, p. 33–47, 2015. DOI: 10.47385/cadunifoa.v10.n29.365. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/365. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)