Empreendedorismo e inovação nas cidades inteligentes: uma revisão sistemática da literatura

Autores

  • Cleide Mara Barbosa da Cruz Universidade Federal de Sergipe
  • Cleo Clayton Santos Silva Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v0.n0.3683

Palavras-chave:

cidades inteligentes, empreendedorismo, inovação.

Resumo

O crescimento da população urbana é reconhecido como uma tendência que desafia a administração das cidades ao redor do mundo, e nesse contexto, são vários avanços tecnológicos que vem e estão sendo desenvolvidos para estimular a inovação nos centros urbanos em cidades inteligentes. O termo “cidade inteligente” tornou-se popular no debate público, e distingue melhorias urbanas comuns, bem como inovações, que são as soluções para as cidades inteligentes, estas por sua vez incluem empreendimentos. Tornar uma cidade inteligente é um objetivo de todas as cidades modernas, e atualmente já existem muitas cidades que alcançam grande sucesso em alguns campos, principalmente utilizando tecnologias. No entanto para as cidades se tornarem mais inteligentes requer mudanças e introdução de inovações, e para isso é necessário envolver questões empreendedoras para o seu crescimento. O objetivo do estudo foi realizar uma Revisão Sistemática da Literatura (RSL) sobre o desenvolvimento das cidades inteligentes através do empreendedorismo e inovação com base em buscas realizadas nas plataformas Science Direct, Scielo e Scopus. A análise dos artigos finalista da triagem do estudo identificou que o processo de inovação tecnológica e empreendedorismo estão diretamente ligados ao sucesso de uma cidade para que passe a ser considerada inteligente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleide Mara Barbosa da Cruz, Universidade Federal de Sergipe

Técnica em Secretariado - IFS

Bacharela em Administração Pública - UFS

Pós-Graduada em Gestão Empresarial e Inteligência Competitiiva - FAMEESP

Mestra e Doutoranda em Ciência da Propriedade Intelectual - UFS

Cleo Clayton Santos Silva, Universidade Federal de Sergipe

Bacharel em Estatística pela Universidade Federal de Sergipe 

Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior

Especialista em Metodologia do Ensino da Matemática

Mestrado em Biometria e Estatística Aplicada pela Universidade Federal Rural de Pernambuco

Referências

ANTONIALLI, D. M.; KIRA, B. Planejamento Urbano do Futuro, dados do presente: a proteção da Privacidade no Contexto das Cidades Inteligentes. Revista Brasileira De Estudos Urbanos e Regionais, v.22, pg. 1-25, 2020.

BARRANCO, M. H. Economia inteligente em cidades inteligentes. Palhoça, Monografia, Ciências Econômicas - Unisul Virtual, 2018.

CARVALHO, L. MAIA, C. Empreendedores cívicos e Smart Cities: práticas, motivações e geografias da inovação. Revista de Geografia e Ordenamento do Território (GOT), n. 10, 2016.

COPAYA-ALEGRE, M. Y.; ESPONDA-ALVA, C. “Tecnología e innovación hacia la ciudad inteligente. Avances, perspectivas y desafíos”. Bitácora Urbano Territorial, v. 29, n. 2, 59-70, 2019.

COSTA, A.; EGLER, T. CASELLAS, A. Política Urbana De Inovação Tecnológica: Experiências De Cidades Digitais No Brasil. Finisterra, v. 110, pg. 93-113, 2019.

COUTINHO, M. M., et. al. Coproduction Between Government and Civil Society to Establish Smart Cities in the State of Pará. RAC, Maringá, v. 23, n. 5, SI Technology Amazon, art. 3, pg. 636-653, setembro/outubro, 2019.

DUARTE, F. Cidades inteligentes: inovação tecnológica no meio urbano. São Paulo. Perspec. [online], vol.19, n.1, pg.122-131, 2005.

ENDLICH, A. M. Novos referenciais de desenvolvimento e planejamento territorial: possibilidades para as pequenas cidades? REDES, Santa Cruz do Sul, v. 12, n. 2, p. 5-35, mai./ago. 2007.

FERNANDES, R.A.S. et al. Urban governance in Latin America: Bibliometrics applied to the context of smart cities. Transinformação, v.31, 2019.

FIGUEIREDO, M. D.; LEITE, E. F. Cidades Empreendedoras: as novas visões sobre planejamento urbano e desenvolvimento econômico no brasil. READ: Revista Eletrônica de Administração, vol. 12, n. 5, p. 268-291, set./out. 2006.

GARCIA, Beatriz. Internacionalização, inovação, empreendedorismo e sua relação com o desempenho econômico de cidades: um estudo com cidades do Estado de São Paulo. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Aplicadas, Limeira, SP, 2019.

GOMES, A. F., De LIMA, J. B.; CAPELLE, M. C. A. Do Empreendedorismo a Noção de Ações Empreendedoras: Reflexões Teóricas. Revista Alcance, vol. 20, núm. 2, abril-junho, 2013.

GONZALES, R.A. et al. Government and governance in intelligent cities, smart transportation study case in Bogotá Colombia. Ain Shams Engineering Journal. V. 11, 2020.

GOTLIB, D. et al. Multiagency Modeling of Transformation Strategies Towards Sustainable Smart Cities. Appl. Sci. v. 10, 853, 2020.

HASIJA, S., SHEN, Z. J. M., TEO, C. P. Smart City Operations: Modeling Challenges and Opportunities. Manufacturing & Service Operations Management, v.22, 2020.

JIA, J., WU, X. A Multidimensional Assessment Model Using RE–3DSG Sensors on Net ES and GVR for Sustainable and Smart Cities. Sensors, 20, 1259, pp. 1-16, 2020.

NASCIMENTO, B. N., SOUZA, C. L., SERRAVALVO, F. A. A systematic review of smart cities and the internet of things as a research topic. Cad. EBAPE.BR, v. 17, nº 4, 2019.

KNIESS, C., PHILLIPI Jr., A., AGUIAR, A., & Conti, D. Inovação urbana e recursos humanos para gestão de cidades sustentáveis. Estudos Avançados, v. 33, 2019.

LIMA, E. G., et. Al., Smart and Sustainable Cities: The Main Guidelines of City Statute for Increasing the Intelligence of Brazilian Cities. Sustainability, v. 12, pp. 1-26, 2020.

MARTENS, C.D.P.; FREITAS, H.M.R.; ANDRES, R. Desenvolvimento da orientação empreendedora em empresas de software: proposições preliminares. Revista Eletrônica de Administração (REAd), v.7, n.2, p. 424-450, 2011.

NATÁRIO, M. M., BRAGA, A. M., & FERNANDES, G. P. Determinantes do desempenho empreendedor e inovador nas regiões transfronteiriças. Innovar, 28(70), 39-54, 2018.

OLIVEIRA, T. A., et. Al. Mobility, Citizens, Innovation and Technology in Digital and Smart Cities. Future Internet , v. 12, 2020.

PEDROSO, J. P. P., Massukado-Nakatani, M. S., & Mussi, F. B. A relação entre o jeitinho brasileiro e o perfil empreendedor: possíveis interfaces no contexto da atividade empreendedora no Brasil. Revista de Administração Mackenzie, v. 10, 100-130, 2009.

PEREIRA, M. G., & GALVÃO, T. F. Etapas de busca e seleção de artigos em revisões sistemáticas da literatura. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 23, 369-371, 2014.

PIEKAS, A. A. S., BERNARDI, R. J., SEHNEM, S., & FABRIS, J. Aspectos legais e percepções sobre as estratégias para cidades inteligentes e criativas: estudo da cidade de Chapecó (SC). Revista Brasileira de Gestão Urbana (Brazilian Journal of Urban Management), v. 10, 2018.

RISTVEJ, J., LACINÁK, M. & ONDREJKA, R. On Smart City and Safe City Concepts. Mobile Netw Appl, 2020.

SANT’ANNA, A. S.; NELSON, R. E. Reconversão de funções econômicas de cidades: contribuições aos estudos sobre empreendedorismo. Pretexto, v. 14, p. 81-97, 2013.

SIMÃO, M. M. B., FIRMINO, R. J. A construção social de um sistema de mobilidade inteligente: mapeando controvérsias no caso do Swisspass. Caderno Metropolitano São Paulo, v. 21, n. 44, pp. 331-354, 2019.

TAN, S. Y., TAEIGHHD, A. Smart City Governance in Developing Countries: A Systematic Literature Review. Sustainability, v. 12, 899, p. 1-29, 2020.

VASUANINCHITA, M., VONGMANEE, V., RATTANAWONG, W. The Novel Paradigm of Economics Driven for Local Smart Sustain Cities Modeling Using Exploratory Factor Analysis and Planning Technique Using Fuzzy Evaluation Decision Making. Sustainability, v. 12, 2020.

WATHNE, M.W., HAARSTAD, H. The smart city as mobile policy: Insights on contemporary urbanism. Geoforum, v. 108, 2020.

WEISS, M. C., BERNARDES, R. C., & CONSONI, F. L. Cidades inteligentes como nova prática para o gerenciamento dos serviços e infraestruturas urbanos. Revista Brasileira de Gestão Urbana (Brazilian Journal of Urban Management), v. 7, p. 310-324, 2015.

Downloads

Publicado

2021-09-06

Edição

Seção

Ciências Sociais Aplicadas e Humanas