Prospecção científica sobre o uso da cinza da cana-de-açúcar em tijolos

Autores

Palavras-chave:

Cana-de-açúcar. Cinzas. Tijolos.

Resumo

O tijolo é um dos elementos mais importantes na indústria da construção civil. Com o intuito de minimizar os impactos negativos de seu processo produtivo e melhorar suas propriedades físicas e mecânicas, diversos estudos têm buscado por matérias-primas alternativas. Nesse sentindo, o presente trabalho procurou avaliar o potencial tecnológico do uso de cinza de cana-de-açúcar na produção de tijolos através de uma prospecção científica em bases de artigos, no período de 2003 a 2021. Um maior número de publicações relacionadas às cinzas de cana-de-açúcar adicionadas a tijolos foi observado para o ano de 2018. Embora seja possível perceber estudos promissores e uma tecnologia em estado de aperfeiçoamento, pode-se concluir que o interesse pelo tema proposto é ainda muito incipiente. Dessa forma, necessita-se de mais investimentos dos agentes responsáveis para consolidação do desenvolvimento científico e tecnológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Humberto Denys de Almeida Silva, Universidade Federal do Piauí - UFPI

Graduado em Engenharia de Produção pela Faculdade do Vale do Itapecuru - FAI (2018), especialista em Supply Chain e Logística Integrada pela Universidade Cruzeiro do Sul (2019) e atualmente Mestrando em Ciência e Engenharia dos Materiais - UFPI. Atuou como membro da diretoria na Empresa FAI JÚNIOR de consultoria empresarial (2015-2016), coordenando também eventos de cunho científico e empresarial. Possui experiência de vários anos em sala de aula como professor do ensino fundamental e técnico. Atualmente atua como pesquisador/cientista, tento trabalhos relevantes em congressos e revistas acadêmicas em diversas áreas.

Hitalo de Jesus Bezerra da Silva, Universidade Federal do Piauí - UFPI

Possui graduação em Engenharia de Produção pela Faculdade do Vale do Itapecuru (2017) e mestrado em Ciência e Engenharia dos Materiais pela Universidade Federal do Piauí-UFPI (2020). Também possui MBA em Gestão da Qualidade e Gestão Ambiental pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU), e especialização em Logística e Engenharia de Produção pela Faculdade Estratego. Desenvolveu estudos sobre a aplicação de compostos orgânicos para a produção de blocos cerâmicos ecológicos, caracterização e modificação de materiais cerâmicos aplicados à adsorção, e pesquisas sobre Prospoecção Científica e Tecnológica. Atuou também na Empresa FAI Júnior de Consultoria Empresarial como Diretor Técnico-operacional de Projetos e Desenvolvimento por dois mandatos consecutivos (2015-2016 e 2016-2017). Desenvolveu projetos de extenção universitária e colaborou também na promoção e divulgação de eventos científicos e empresariais. É membro do grupo de pesquisa do Laboratório de Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos - LaDeC (UFPI), atuando nas linhas de pesquisa: Compósitos Cimentícios com Resíduos Industriais, e Síntese e Caracterização de Pós e Nanopós Cerâmicos.

Valdeci Bosco dos Santos, Universidade Federal do Piauí - UFPI

Possui graduação em Licenciatura plena em Física pela Universidade Federal de Sergipe (2001), mestrado em Ciências de Materiais pela Universidade Federal de Pernambuco (2003), Doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais pela Interunidades em Ciência e Engenharia de Materiais - Universidade de São Paulo (2009), Pesquisadora DCR/CNPq em Núcleo de Ciência e Engenharia de Materiais - Universidade Federal de Sergipe (2010 - 2013), Pós Doutorado na Universitat Politècnica de Catalunya - BarcelonaTech (2013 - 2014). Professora do curso de Ciência dos Materiais da UFPI (2014-2015). Atualmente é professora Adjunto II, do curso de Engenharia de Materiais da UFPI. Tem experiência na área de Física de Materiais e Ciência de Materiais com ênfase em materiais cerâmicos, atuando principalmente nos seguintes temas: preparação e caracterização de pós/nanopós, síntese por reação do estado sólido e solução química e compósitos cimentícios sustentáveis.

José Milton Elias de Matos, Universidade Federal do Piauí - UFPI

Possui graduação em Licenciatura em Química pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (1999), mestrado (2001) e doutorado (2005) em Química (Físico-Química) pelo Instituto de Química de São Carlos - IQSC - São Carlos - USP/SP e Pós-doutorado em Química, desenvolvido no LIEC-DQ da Universidade Federal de São Carlos- São Carlos - UFSCar/SP (2006). Desde julho de 2009 é professor no Departamento de Química (DQ) da Universidade Federal do Piaui. Foi Coordenador da Graduação do DQ - UFPI (2012-2014), subchefe do DQ-UFPI (201-2016), Subcoordenador do programa de Pós-Graduação em Química - UFPI (PPGQ-UFPI, 2014-2017) e coordenador do programa de Pós-Graduação em Química - UFPI (PPGQ-UFPI, 2017-2021) Publicou diversos artigos em periódicos especializados e trabalhos em anais de eventos. É consultor Ad hoc da FAPEPI (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí) e da FACEPE (Fundação de Amparo à Ciência e tecnologia do Estado de Pernambuco). Atua na área de Química, com ênfase em química de coordenação e química do estado sólido aplicadas à catálise e à área biomédica, química de materiais poliméricos derivados de óleos e gordura, animal e vegetal, aplicada à liberação de fármacos e engenharia de tecido, e ainda, com resíduos sólidos com foco em aplicação em engenharia Civil. Atua principalmente nos seguintes temas: óxidos metálicos, Metátese - ROMP, poliuretanas, polianidridos, resíduos de construção e demolição. É professor Associado I da UFPI.

Referências

BAYAT, B. Combined removal of zinc (II) and cadmium (II) from aqueous solutions by adsorption onto high-calcium Turkish fly ash. Water, Air & Soil Pollution, Países Baixos, v. 136, p. 69-92, 2002.

CERQUEIRA, D. A. et al. Caracterização de acetato de celulose obtido a partir do bagaço de cana-de açúcar por 1H-RMN. Polímeros, vol. 20, n. 2, p. 85-91, 2010.

CORDEIRO, L. N. P. Análise da variação do índice de amorfismo da cinza da casca de arroz sobre a atividade pozolânica. 2009. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Escola de Engenharia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

FARIA, K. C. P; HOLANDA, J. N. F. Incorporation of sugarcane bagasse ash waste as an alternative raw material for red ceramic. Cerâmica, São Paulo, v. 59, p. 473-480, 2013.

FRÍAS, M. et al. Brazilian sugar cane bagasse ashes from the cogeneration industry as active pozzolans for cement manufacture. Cement & Concrete Composites, Inglaterra, p. 490-496, 2011.

GARCÍA, M. A. M. et al. Valdez. The influence of untreated sugarcane bagasse ash on the microstructural and mechanical properties of mortars. Materiales de Construcción, México, v. 68, p. 1-13, 2018.

HOLMES, L. Os Principais Exportadores De Tijolos Do Mundo. Ripley Believes. 2021. Disponível em: https://pt.ripleybelieves.com/world-s-top-exporters-of-bricks10739#:~:text=A%20China%20% C3%A9%20o%20principal,todas%20as%20suas%20vendas%20anuais. Acesso em: 04/01/2021.

LOH, Y.R. et al. Sugarcane bagasse—The future composite material: A literature review. Resources, Conservation and Recycling, Países Baixos, p. 14-22, 2013.

MACEDO, P. C. Avaliação do desempenho de argamassas com adição de cinza do bagaço de cana-de-açúcar. 2009. 116 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, 2009.

MORETTI, J. P. et al. Self-compacting concrete incorporating sugarcane bagasse ash. Construction and building material, Países Baixos, p. 635-649, 2018.

PARADA, V. R. et al. Characterization and use of an Untreated Mexican Sugarcane Bagasse Ash as supplementary material for the preparation of ternary concretes. Construction and Building Materials, Países Baixos, p. 83–95, 2017.

PIEDRAHITA, J. C. A. et al. Mechanical and durability properties of mortars prepared with untreated sugarcane bagasse ash and untreated fly ash. Construction and Building Materials, Países Baixos, v. 105, p. 69-81, 2016.

SHAKIR, A. A.; MOHAMMED, A. A. Manufacturing of Bricks in the Past, in the Present and in the Future: A state of the Art Review. International Journal of Advances in Applied Sciences, Indonésia, v. 2, ed. 3, p. 145-156, 1 set. 2013.

SILVA, G.H.M.J.; SURANGI, M.L.C. Effect of waste rice husk ash on structural, thermal and run-off properties of clay roof tiles. Construction and Building Materials, Países Baixos, p. 251–257, 23 jul. 2017.

VALENCIANO, M. C.; FREIRE, W. J. Características físicas e mecânicas de misturas de solo, cimento e cinzas de bagaço de cana-de-açúcar. Engenharia Agrícola, Brasil, v. 24, ed. 3, p. 484-492, 2004.

Downloads

Publicado

2021-11-08

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)