A identidade local como elemento central da alfabetização e do letramento em uma escola dos anos iniciais

Autores

Palavras-chave:

Cultura local, identidade, Anos Iniciais, Colonialidade, Interculturalidade

Resumo

O presente estudo se propôs a investigar e refletir sobre a valorização identitária local de estudantes dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, pertencentes a espaços subalternos, no processo de construção coletiva de um registro virtual sobre o bairro onde a escola a qual pertencem, está situada. Como subsídio para a construção do material, uma série de aulas específicas e aulas-passeios foram adaptadas e realizadas com esta turma objetivando o questionamento das heranças coloniais que causam o silenciamento nas produções locais. Através da intervenção foram coletados fotografias, depoimentos e percepções dos estudantes. A metodologia utilizada neste trabalho aproximou-se de uma pesquisa-ação orientada sob perspectiva da interculturalidade crítica. Como resultado, obteve-se a contribuição para a inserção de dados sobre o bairro no website da Wikipédia, que nesse contexto, pode ser entendida como um movimento de contra-hegemonia nesse espaço social. Os resultados obtidos permitem considerar que a intervenção contribuiu para reflexões dos estudantes, assim como, para o reconhecimento e fortalecimento de suas identidades a partir da valorização da multiplicidade cultural, histórica e social local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogerio Mendes, Colégio Pedro II

Professor Titular do Departamento de Sociologia do Colégio Pedro II. Professor do Mestrado Profissional em Práticas de Educação Básica do Colégio Pedro II. Doutor em Ciências Humanas/Sociologia pelo PPGSA/UFRJ

Simone Amancio

Professora dos anos iniciais da Secretaria Municipal de Educação de Magé.

Mestranda no Mestrado Profissional em Práticas de Educação Básica do Colégio Pedro II.

Lara dos Santos Villar, Colégio Pedro II

Professora do Departamento de Educação Física do Colégio Pedro II.

Mestranda do Programa de Mestrado Profissional em Práticas de Educação Básica do Colégio Pedro II

Referências

BRITO, Marlene O. Narrativas Negadas: estratégias de resistência à discriminação planejada. 2017. 228 f. Dissertação (Mestrado em Docência para a educação básica) – Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2017.

CANDAU, Vera M. F. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação. Janeiro/Abril 2008.

CASTRO, Michele Corrêa de. RIOS, Valdir Lemos. Escola e Educação em Gramsci. Revista de Iniciação Científica da FFC, v. 7, n. 3, 2007

COLLODI, Carlo. As Aventuras de Pinóquio. História de um Boneco. Tradução de Margarida Periquito. Lisboa: Cavalo de Ferro, 2004.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a Organização da Cultura. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1982.

HALL, Stuart. A identidade Cultural na Pós-Modernidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro. 10. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

MALDONADO-TORRES, Nelson. Transdisciplinaridade e decolonialidade. Revista Sociedade e Estado, v. 31, n. 1, jan./abr. 2016.

MALDONADO-TORRES, Nelson. Analítica da colonialidade e da decolonialidade: algumas dimensões básicas In: BERNARDINO-COSTA, Joaze; MALDONADO-TORRES, Nelson; GROSFOGUEL, Ramón (Orgs.). Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. Belo Horizonte: Autêntica, 2018, p. 27-54.

OLIVEIRA, Rosana Medeiros de. Descolonizar os livros didáticos: raça, gênero e colonialidade nos livros de educação do campo. Revista Brasileira de Educação, Brasília, v. 22, n. 68, jan./mar. 2017.

PENNA, Camila. Paulo Freire no pensamento decolonial: um olhar pedagógico sobre a teoria pós-colonial latino-americana. Revista de Estudos & Pesquisas sobre as Américas, v. 8, n. 2, 2014.

QUIJANO, Anibal (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, 2005.

SANTOS, Boaventura de S. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. Novos estud. - CEBRAP, São Paulo, n. 79, p. 71-94, nov. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-33002007000300004&script=sci_arttext. Acesso em: 20 set.. 2019

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para uma Sociologia das ausências, por uma sociologia das emergências. Revista Crítica de Ciências Sociais, 63. Outubro de 2002.

WALSH, Catherine. Interculturalidade Crítica e Pedagogia Decolonial: in-surgir, re-existir e re-viver. In: CANDAL, Vera Maria. (Org.) Educação Intercultural na América Latina: entre concepções, tensões e propostas. Rio de Janeiro: Editora 7 letras, 2009.

Downloads

Publicado

27-09-2022

Como Citar

MENDES DE LIMA, R.; DAS NEVES ENCARNAÇÃO AMANCIO, S. .; DOS SANTOS VILLAR, L. . A identidade local como elemento central da alfabetização e do letramento em uma escola dos anos iniciais. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, 2022. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/3919. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Ciências Sociais Aplicadas e Humanas