Os limites da Escola Pública no enfrentamento da obesidade infantil

Autores

  • Natália Rodrigues Moreira Unifoa
  • Alden dos Santos Neves UniFOA

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v8.n23.46

Resumo

Segundo estudiosos a obesidade é definida como um excesso de gordura corporal relacionado à massa magra e está cada vez mais prevalente em crianças, o que se torna ainda mais preocupante. Esta pesquisa objetiva realizar uma investigação sobre os limites que as escolas encontram para combater a obesidade infantil e transmitir para os discentes hábitos mais saudáveis de alimentação. Esta análise partiu da necessidade de verificar quais as limitações encontradas pelas escolas públicas, para mudar os hábitos alimentares dos alunos e ensiná-los a obterem hábitos alimentares saudáveis. Para tanto foi proposto uma pesquisa interpretativa, com base na análise documental e de conteúdos com a finalidade de mostrar os limites das escolas públicas para enfrentar a obesidade infantil, e a importância do nutricionista trabalhar juntamente com a comunidade escolar. Pode concluir, que é necessário uma capacitação para professores, a inserção da alimentação saudável como conteúdo educativo, a criação de uma disciplina de educação nutricional, adequação das merendas escolares e a presença do nutricionista na rede pública escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BERNARDON, R.; SILVA, J. R. M. da.; CARDOSO, G. T.; MONTEIRO, R. A.; AMORIM, N. F. de A.; SCHMITZ, B. de A. S.; RODRIGUES, M. de L. C. F. Construção de metodologia de capacitação em alimentação e nutrição para educadores. Revista de Nutrição, v. 22, n. 3, p. 389 - 398, 2009.

BRASIL. Portaria Interministerial nº 1.010 de 8 de maio de 2006. Institui as diretrizes para a Promoção da Alimentação Saudável nas Escolas de educação infantil, fundamental e nível médio das redes públicas e privadas, em âmbito nacional. Diário Oficial da União 2006. Disponível em: <http://dtr2001.saude.gov.br/sas/PORTARIAS/Port2006/GM/GM-1010.htm>. Acesso em: 20 de outubro de 2011.

CARVALHO, A. P.; OLIVEIRA, V. B.; SANTOS, L. C. Hábitos alimentares e práticas de educação nutricional: atenção a crianças de uma escola municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais. Pediatria, v. 32, n. 1, p. 20 - 27, 2010.

CARVALHO, M. F. de.; CARVALHO, R. F. de.; CRUZ, F. L. G.; RODRIGUES, P. A.; LEITE, F. P. P.; CHAVES, M. das G. A. M. Correlação entre a merenda escolar, obesidade e cariogenicidade em escolares. Revista Odonto, v. 17, n. 34, p. 56 - 63, 2009.

FERNANDES, P. S.; BERNARDO, C. de O.; CAMPOS, R. M. M. B.; VASCONCELOS, F. de A. G. Evaluating the effect of nutritional education on the prevalence of overweight/obesity and on foods eaten at primary schools. Jornal de Pediatria, v. 85, n. 4, p. 315 - 321, 2009.

FILGUEIRAS, M. de C.; RIPARDO, N. V. de L.; SOUZA, S. dos S.; MOREIRA, A. K. de F. Prevalência de obesidade em crianças de escolas públicas. Revista Ciência & Saúde, v. 5, n. 1, p. 4 - 47, 2012.

FLORENTINO, C. B.; FERREIRA, C. C. D. A influência de assistir televisão na prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes. 18f. Trabalho Monográfico (Graduação em Nutrição), Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA, 2011.

FONTES, P. G. O professor como influenciador de hábitos alimentares saudáveis na escola. 25f. Trabalho Monográfico (Graduação em Ciências Naturais), Universidade de Brasília – Faculdade UnB Planaltina, 2011.

FREITAS, H. R. M. Análise da prevalência de obesidade em escolares da rede de ensino particular de Morada Nova. 60f. Trabalho Monográfico (Graduação em Educação Física), Faculdade Católica Rainha do Sertão, 2010.

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. O PNAE: desafios e Oportunidades. Disponível em: . Acesso em: 26 de maio de 2012.

GRANADA, G. G.; GOLDSCHMIDT, P. da S. Biodisponibilidade de ferro na merenda escolar. Alimentos e Nutrição, v. 19, n. 4, p. 441 - 448, 2008.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa de Orçamentos Familiares. 2008-2009

LOPESP. C. S.; PRADO, S. R. L. de A.; COLOMBO, P. Fatores de risco associados à obesidade e sobrepeso em crianças em idade escolar. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 63, n. 1, p. 1 - 7, 2010.

MIRANDA, A. A. N. de.; NAVARRO, F. Prevenção e o tratamento da obesidade durante a infância: Uma opção eficaz para reduzir a prevalência desta patologia. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, v. 2, n. 10, p. 313 -323, 2008.

NETO, J. O.; OLBRICH, S. R. L. R.; MORI, N. L. R.; SOARES, P. O.; CORREA, B. M. C. Avaliação nutricional em crianças de uma instituição de ensino. A escola que alimenta? Revista Ciência em Extensão, v. 6, n. 1, p. 1 - 12, 2010.

PONTES, R.; SLOMPO, R. B.; LUZ, P. A. da.; PASSONI, C. M. S. Influência da merenda escolar no estado nutricional. Cadernos da Escola de Saúde, v. 1, n. 4, p. 64 - 77, 2011.

PORTAL BRASIL – Programa Saúde na Escola. Disponível em: < http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/area/7/o-ministerio.html > Acesso em 24 de novembro de 2012.

PORTAL BRASIL. Saúde na Escola. Disponível em: < http://www.brasil.gov.br/sobre/cidadania/brasil-sem-miseria/acesso-a-servicos/saude-na-escola/print > Acesso em: 24 de novembro de 2012.

REIS, C. E. G.; VASCONCELOS, I. A.; BARROS, J. F de N. Políticas públicas de nutrição para o controle da obesidade infantil. Revista Paulista de Pediatria, v. 29, n. 4, p. 625 - 633, 2011.

SANTOS, L. A. da S.; PAIVA, J. B. de.; MELLO, A.; FONTES, G. A. V.; SAMPAIO, L. R.; FREITAS, M. do C. S. de. O nutricionista no programa de alimentação escolar: avaliação de uma experiência deformação a partir de grupos focais. Revista de Nutrição, v. 25, n. 1, p. 107 - 117, 2012.

SCHMITZ B. de A. S.; RECINE, E.; CARDOSO, G. T.; SILVA, J. R. M. da.; AMORIM, N. F. de A.; BERNARDON, R.; RODRIGUES, M. de L. C. F. A escola promovendo hábitos alimentares saudáveis: Uma proposta metodológica de capacitação para educadores e donos de cantina escolar. Caderno de Saúde Pública, v. 24, n. 2, p. 312 - 322, 2008.

SILVA, A. C. de A.; JÚNIOR, R. T.; MONTEIRO, M. I. Analisando conhecimentos e práticas de agentes educacionais e professoras relacionados à alimentação infantil. Ciência & Educação, v. 16, n. 1, p. 199 - 214, 2010.

SILVA, A. R. V. da.; DAMASCENO, M. M.C.; MARINHO, N. B. P.; ALMEIDA, L. S. de.; ARAÚJO, M. F. M. de.; ALMEIDA, P. C.; ALMEIDA, I. S. de. Hábitos alimentares de adolescentes de escolas públicas de Fortaleza, CE, Brasil. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 62, n. 1, p. 1 – 8, 2009.

SIMON, V. G. N.; SOUZA, J. M. P. de; LEONE, C.; SOUZA S. B. de. Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças de dois a seis anos matriculadas em escolas particulares no município de São Paulo. Revista Brasileira de Crescimento Desenvolvimento Humano, v. 19, n. 2, p. 211 - 218, 2009.

Downloads

Publicado

10-12-2013

Como Citar

MOREIRA, N. R.; NEVES, A. dos S. Os limites da Escola Pública no enfrentamento da obesidade infantil. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 8, n. 23, p. 87–94, 2013. DOI: 10.47385/cadunifoa.v8.n23.46. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/46. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)