Estudo da substituição parcial do polietileno por polímero feito com fibra de bananeira em fraldas descartáveis

resultados preliminares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v18.n52.4667

Palavras-chave:

Fralda, Fibra, Polímero, Biodegradável, Bananeira

Resumo

As fraldas e absorventes descartáveis têm sido um fator intrigante quanto à sustentabilidade. O Brasil é o terceiro maior consumidor de fraldas descartáveis do mundo, podendo chegar a vender 250 fraldas por segundo, e uma criança no seu primeiro ano de vida pode utilizar até 2500 fraldas. Esse resíduo irá para diversos lixões e aterros sanitários do país e levará cerca de 400 a 500 anos para se decompor. Diante da problemática citada, este artigo tem como objetivo propor a substituição do polietileno convencional por um biopolímero produzido à base de fibra de bananeira. O processo de obtenção do bioplástico consistiu na adição de diferentes proporções de amido de milho à polpa da fibra da bananeira, além do acréscimo de 10 mL de suco de limão, 10 mL de glicerina (99 %) e 250 mL de água destilada, com controle da temperatura de cozimento a 80ºC por 15 minutos. Após esse processo, formou-se um gel que foi submetido à análise das propriedades físicas, como resistência à água e elasticidade. Conclui-se que o material é resistente à água, impermeável e maleável, sendo o bioplástico um material promissor. Em consequência, a nova fralda terá menor tempo de decomposição na natureza, causando menor impacto ambiental no planeta, além de conter compostos biodegradáveis e não tóxicos, podendo ser usada por recém-nascidos e outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

EQUIPE ECYCLE. Fralda descartável é reciclável? Ecycle. 2010. Disponível em: https://www.ecycle.com.

br/fralda-descartavel-e-reciclavel/. Acesso em: 25 maio 2023.

EQUIPE ECYCLE. Fraldas descartáveis: conheça perigos, impactos e alternativas. Ecycle. 2015. Disponível

em: https://www.ecycle.com.br/fraldas-descartaveis- impactos-alternativas/. Acesso em: 25 maio 2023.

FRALDAS descartáveis: conheça perigos, impactos e alternativas. Ecycle. 2015. Disponível em: https://

www.ecycle.com.br/fraldas-descartaveis- impactos-alternativas/. Acesso em: 25 maio 2023.

FRANCO, Adriana de Arruda. Ludicidade, Memória e Aprendizagem: Tempo de decomposição dos resíduos

sólidos no meio ambiente. 2020. Dissertação (Mestrado em Ensino das Ciências Ambientais) – Centro

de Biomedicinas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2020.

GOMES, T. S., VISCONTE, L. L. Y., PACHECO, E. B. A. V. Substituição da fibra de vidro por fibra de bananeira

em compósitos de polietileno de alta densidade: parte 1. Avaliação mecânica e térmica. Polímeros, n.

, 206–211p., 2013.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Centro de Documentação e Disseminação de Informações. Normas de apresentação tabular. 3.ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1993.

LACERDA, Sandra. Quantas fraldas o bebê usa em 1 ano? Pais&Filhos. 2021. Disponível em: https://paisefilhos.uol.com.br/familia/ quantas-fraldas-o-bebe-usa-em-1-ano. Acesso em: 23 mar. 2023.

LESLIE, H. A., J. M. VAN VELZEN, M., BRANDSMA, S. H., VETHAAK, D., GARCIA-VALLEJO, J. J., & LAMOREE, M. H. Discovery and quantification of plastic particle pollution in human blood. Environment International, v.16, 2022. DOI: https://doi.org/10.1016/j.envint.2022.107199

MOREIRA, P. A. G., MENDES, T. A., DOS SANTOS PEREIRA, S. A., MENDES, D. Impactos ambientais e opções de tratamento dos resíduos provenientes de fraldas descartáveis: revisão da literatura. Revista Baru-Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos. n.6, v.1. 2020. 8128p. DOI: https://doi.org/10.18224/baru.v6i1.8128

ROCHA, Mislene. Você conhece a história das fraldas? Céu de Borboletas. 2020. Disponível em: https://ceudeborboletas.com.br/voce-conhece-a-historia-das-fraldas/. Acesso em: 23. mar. 2023.

SANTOS, Josiane Heyde. Desenvolvimento de filme polimérico biodegradável para fraldas descartáveis. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Química Industrial) – Instituto de Química, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

SEBRAE. Fábrica de fraldas descartáveis. Sebrae: idéias de negócios. 2006. Disponível em: https://silo.tips/download/fabrica-de-fraldas-descartaveis. Acesso em 20 maio 2023.

SILVA, Antônio Gonçalves. Utilização do Pseudocaule da Bananeira para Produção de Celulose e Papel. 1998. Dissertação (Magister Scientiae em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1998.

SILVA, J. G.; NETO, P. F.; SILVA, J. G. da. Polpa de fibra de bananeira para produção de polímeros de bioplástico. Educação Ambiental Em Ação, XVIII (68), 2019.

SOARES, Jéssica de Moura. Microplásticos foram detectados no sangue humano pela primeira vez. Ilha do conhecimento. 2022. Disponível em: https://ilhadoconhecimento.com.br/microplasticos_sangue_humano/#:~:text=Na%20no va%20pesquisa%20publicada%20na. Acesso em: 5. abr. 2023.

SOFFNER, Maria de Lurdes Aparecida Prudente. Produção de polpa celulósica a partir de engaço de bananeira. 2001. Disertação (Mestrado em Ciências e Tecnologia das Madeira) – Escola Superior de Agricultura Luís Queiróz, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

Downloads

Publicado

14-08-2023

Como Citar

MONTEIRO DE OLIVEIRA, Thamiris; DE SOUZA SIQUEIRA PEREIRA , Cristiane; NASCIMENTO ALVES, Rebeca; LAU DA SILVA MARTINS, Adriana; ÁVILA E SILVA, Matheus. Estudo da substituição parcial do polietileno por polímero feito com fibra de bananeira em fraldas descartáveis: resultados preliminares. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 18, n. 52, 2023. DOI: 10.47385/cadunifoa.v18.n52.4667. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/4667. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.