O currículo lattes e seu impacto na formação médico-profissional

Autores

  • Pereira L G A W T UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ
  • Oliveira D H H T UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ.
  • Gonçalves R L M V
  • Ferrão E C

Palavras-chave:

Currículo, Base de dados, Internato e residência

Resumo

A plataforma Lattes representa a experiência do CNPq na integração de bases de dados de currículos e de instituições da área de ciência e tecnologia em um único Sistema de Informações. Dessa maneira, o Currículo Lattes registra a vida pregressa e atual dos pesquisadores, sendo elemento indispensável à análise de mérito e competência. Atualmente, a base da Plataforma Lattes conta com cerca de 1.620.000 currículos. Verificar a porcentagem de médicos recém-ingressos em concursos de residência médica de acesso direto que utilizam o currículo Lattes como forma de divulgar suas realizações profissionais e, entre os que possuem, em quais universidades do país esses médicos se graduaram. O presente estudo, de delineamento transversal, fundamentou-se na pesquisa do currículo Lattes dos médicos que foram aprovados em concursos de residência médica de acesso direto de quatro das principais instituições de ensino brasileiras (UFF, UFRJ, UNIRIO e UNIFESP). Quando encontrado o currículo do candidato, este era aberto para que os autores verificassem a universidade de origem do graduado. Caso o currículo não constasse a universidade do aprovado, este era considerado em separado. Foram aprovados nos concursos de residência médica da UNIRIO, UFF, UNIFESP e UFRJ, para especialidades de acesso direto no ano de 2010, 396 médicos, sendo 42 aprovações na UNIRIO, 47 na UFF, 192 na UNIFESP e 115 na UFRJ. Do total de pesquisados, 158 (39,9%) não possuem currículo Lattes e, entre os que possuem (60,1%), 7 médicos não tem a graduação de origem em seu currículo. A UFF é a instituição com maior porcentagem de aprovados com currículo Lattes, 63,83%, enquanto a UFRJ responde com a porcentagem mais baixa, 49,56%. Com relação à universidade de graduação dos pesquisados, 191 (82,68%) se formaram em 30 universidades públicas diferentes, enquanto 40 (17,32%) candidatos aprovados graduaram-se em 20 instituições particulares diferentes. Entre aqueles que se graduaram e foram aprovados para residência na própria universidade de graduação, pôde-se verificar que 44,26% dos aprovados na UNIFESP eram da própria instituição; na UFRJ, essa porcentagem foi de 26,66%. Pode-se concluir que a grande maioria dos candidatos aprovados para concursos de residência médica nas especialidades de acesso direto da UNIRIO, UFF, UNIFESP e UFRJ, no ano de 2010, graduou-se em instituições públicas de ensino. Com relação a possuir ou não currículo Lattes, foi espantoso a alta porcentagem de médicos recém-aprovados em concursos de residência que não possuem este currículo; nos dias atuais, o currículo Lattes configura-se em uma ferramenta fundamental na divulgação das competências profissionais do médico

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

25-10-2023

Como Citar

T, Pereira L G A W; T, Oliveira D H H; GONÇALVES R L M V; FERRÃO E C. O currículo lattes e seu impacto na formação médico-profissional. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, 2023. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/4734. Acesso em: 23 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.