Oftalmoplegia dolorosa (pseudotumor orbitário e Síndrome de Tolosa-Hunt)

relato de caso

Autores

  • Gonçalves R L M V UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ.
  • Pereira L G A W UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ.
  • Oliveira D H H UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ.
  • Fontes C R G S UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ.
  • Ferrão E C UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ.

Palavras-chave:

Oftalmoplegia, Pseudotumor orbitário, Síndrome de tolosa-hunt

Resumo

A síndrome de oftalmoplegia dolorosa consiste em um quadro de dor periorbitária ou hemicranial, combinado com paralisia ipsilateral do nervo oculomotor. Várias podem ser as causas; entre elas, estão a Síndrome de Tolosa-Hunt (STH) e Pseudotumor Orbitário (PTO), ambas sendo uma inflamação granulomatosa crônica de origem desconhecida que respondem prontamente aos corticosteróides. JOSR, 37 anos, casada, parda, natural de Nova Friburgo. Com 8 meses de gestação, iniciou quadro de cefaléia hemicrania[1]na e dor retro-orbitária à esquerda, evoluindo para amaurose do olho esquerdo em 20 dias; para a cefaléia, medicava-se com AINEs. Procurou atendimento médico 3 meses após, quando acordou com edema e ptose palpebral à esquerda. Ressonância magnética (RM) mostrou lesão infiltrativa envolvendo o músculo reto superior esquerdo. Foi operada com suspeita de sarcoma; a ptose resolveu-se, mas a cefaléia persistiu. Nova RM, 5 meses depois, mostrou pseudotumor orbital miofísico à esquerda, com focos periféricos indicando gliose. Atualmente a paciente persiste com cefaléia hemicraniana à esquerda, além de glaucoma em olho direito e perda da força muscular em membro superior esquerdo. Independente dos achados neurológicos, a apresentação clínica e histopatológica da STH e PTO são similares. Os exames de imagem demoraram para ser realizados, retardando o diagnóstico correto. A paciente não fez o uso precoce de corticóide, que é o tratamento adequado para essas condições e um dos critérios para STH. Não obstante, a mesma evoluiu com perda da visão do olho afetado; a literatura mostra que isso pode ocorrer em casos conduzidos inadequadamente. É necessária uma ampla investigação diagnóstica em pacientes que se apresentam com um quadro de cefaléia persistente e alterações oftalmológicas; dessa maneira, a terapêutica adequada pode ser instituída precocemente, reduzindo a sintomatologia e o risco de seqüelas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

25-10-2023

Como Citar

GONÇALVES R L M V; PEREIRA L G A W; OLIVEIRA D H H; FONTES C R G S; FERRÃO E C. Oftalmoplegia dolorosa (pseudotumor orbitário e Síndrome de Tolosa-Hunt): relato de caso. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, 2023. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/4739. Acesso em: 20 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)