Compósitos de estireno e acrilonitrila (SAN) reforçados com pó de vidro

uma análise das propriedades mecânicas e reológicas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v18.n53.4821

Palavras-chave:

SAN, Compósitos, Propriedades Mecânicas, Índice de fluidez

Resumo

Diante da modernização tecnológica e responsabilidades socioambientais e de sustentabilidade, indústrias e grupos pesquisas vêm buscando cada vez mais inovações no desenvolvimento de novos produtos, buscando redução de custo e impactos ambientais. Diante desta visão, materiais a partir de rejeitos industriais vêm se destacando no mercado, aumentando o interesse, por exemplo, em desenvolver materiais compósitos reforçados com pó de vidro, ora considerado rejeito na indústria que fabrica de vidros. O objetivo geral do presente estudo foi o estudo da influência do teor de vidro nas propriedades mecânicas, reológicas e morfológicas de compósitos SAN (estireno e acrilonitrila). Foram realizadas as caracterizações mecânicas através de ensaios de tração e caracterização reológica via determinação do índice de fluidez dos compósitos. Nos ensaios de resistência a tração, verificou-se que a adição das porcentagens do pó de vidro ao SAN provocou uma diminuição significativa na resistência mecânica (tensão máxima), quando comparados ao SAN puro. Analisando os dados de dureza Shore D, notou-se que o pó de vidro adicionado ao SAN não acarretou significativas alterações nos valores apresentados na comparação do SAN puro com os compósitos. Verificou-se que a adição do pó de vidro ao SAN, a partir das análises de resistência ao impacto, quando comparados ao SAN puro, acarretou um aumento significativo na resistência ao impacto. A partir das análises de índice de fluidez a inserção de pó de vidro provocou uma redução aceitável no IF do SAN sendo possível manter sua utilização. Foi possível concluir que os compósitos estudados nesse trabalho podem ser considerados uma alternativa viável para aplicações diversas na indústria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, M. V. S.; SILVA, F. L.; MOTA, I. O.; BANDEIRA, C. F.; MONTORO, S. R.; Caracterização mecânica de compósitos de estireno e acrilonitrila (SAN) reforçados com pó de vidro. Jornada de Iniciação Científica e Tecnológica, Faculdade de Tecnologia de Pindamonhangaba, Pindamonhangaba-SP, 2023.

BENINI, K. C. C. C. Desenvolvimento e caracterização de compósitos poliméricos reforçados com fibras lignocelulósicas: HIPS/fibra da casca do coco verde e bagaço de cana de açúcar. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual Paulista, Guaratinguetá, 2011.

HENRIQUES, L. Estudo das propriedades físicas e mecânicas de compósito de polipropileno de alta cristalinidade reforçado com talco para aplicações automotivas em ambientes de alta temperatura “under the hood”. Exame de Qualificação apresentado ao Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo – IPT, 2015.

MARINUCCI, G. Materiais Compósitos Poliméricos. Editora Artliber, São Paulo, 2011.

PAIVA, M. P.; SILVA, T. M.; TEIXEIRA, W. G. Análise técnica, econômica e financeira para criação de uma startup para produção de placas de circuito impresso a partir de compósitos de HIPS com pó de vidro. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia de Produção). Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA), Volta Redonda, 2019.

PEREIRA, G. B. Caracterização de compósitos HIPS/fibra da casca do coco verde tratada e confecção de manual interativo para aplicação na indústria automobilística. Dissertação (Mestrado) – UniFOA / Mestrado Profissional em Materiais, 2016.

PEREIRA, G. C. Caracterização de compósitos HIPS/bagaço de cana e confecção de manual operacional para aplicação na indústria de Pet Shop. Dissertação (Mestrado) – UniFOA / Mestrado Profissional em Materiais, 2017.

ROSA, V. V. S. Compósitos de polietileno de alta densidade (PEAD) reforçados com biomassa da casca do açaí. Dissertação (Mestrado) – UniFOA / Mestrado Profissional em Materiais, 2019.

SAKAHARA, R. M.; Estudo da formação da fase cristalina Beta nos compósitos de polipropileno contendo anidrido maléico e carbonato de cálcio. 2012, 120 f. Dissertação (Mestrado em Ciências e Engenharia de Materiais). Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

SILVA, A. Diniz R. Preparação e caracterização de um novo sistema vítreo multicomponente à base de óxido de boro. Dissertação (Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais). Programa de Pós-graduação Interunidades em Ciências e Engenharia de Materiais, Universidade de São Paulo São Carlos, SP, 2013.

SILVA, F. L.; MARTINS, G. A. R.; FAGUNDES, L. S.; CAMPOS, L. B.; MESQUITA, R. O. Estudo da influência do teor de vidro nas propriedades mecânicas, reológicas e morfológicas de compósitos SAN (Estireno e Acrilonitrila). Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia Mecânica). Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA), Volta Redonda, 2023.

WORLD WIDE FUND FOR NATURE, WWF. Brasil é o 4º país do mundo que mais gera lixo plástico. Disponível em: https://www.wwf.org.br/?70222/Brasil-e-o-4-pais-do-mundo-que-mais-gera-lixo-plastico. Acessado em 23 de novembro de 2023.

Downloads

Publicado

07-12-2023

Como Citar

MONTORO, Sérgio Roberto; LACERDA DA SILVA, Fábio; DE OLIVEIRA MOTA, Izabel; ALVARENGA PALMEIRA, Alexandre; FOURQUET BANDEIRA, Cirlene. Compósitos de estireno e acrilonitrila (SAN) reforçados com pó de vidro: uma análise das propriedades mecânicas e reológicas. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 18, n. 53, p. 1–9, 2023. DOI: 10.47385/cadunifoa.v18.n53.4821. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/4821. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)