Dureza em cerâmicas parcialmente estabilizada com Óxido de Ítrio após tratamento de superfície com Zirlink e Rocatec

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v19.n54.4977

Palavras-chave:

Prótese Dentária, Cerâmica, Dureza

Resumo

Este trabalho tem como objetivo estudar a dureza superficial da cerâmica estabilizada com óxido de ítrio (YTZP) tratada com Zirlink que é um preparador de cimentação para zircônia, e também jateada com Rocatec, comparando com uma cerâmica sem tratamento superficial. Foram confeccionados 06 blocos de zircônia parcialmente estabilizada com óxido de ítrio medindo 10x5x3mm e esses blocos foram divididos em 03 grupos. Após separadas, as amostras foram divididas em grupo controle (sem tratamento, n=2), grupo Zirlink (material aplicado previamente a sinterização, n=2), e grupo Rocatec (jateado após sinterização, n=2) e a seguir foram levadas ao Microdurômetro Time Group para análise de dureza Vickers, onde em cada bloco foram realizadas 06 penetrações com 9,8N por 15 segundos. Após análise de dureza e análise estatística dos dados, os resultados obtidos mostraram que os grupos experimentais submetidos aos tratamentos de superfície apresentaram dureza estatisticamente iguais em relação ao grupo controle. Os autores concluíram que o tratamento de superfície com Zirlink não alterou a propriedade mecânica se comparados ao grupo controle e ao grupo que teve a superfície jateada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alain Phillipi, UniFOA

Graduado em Odontologia pelo Centro Universitário de Volta Redonda

Gabriel Azevedo de Sá, UniFOA

Graduação em odontologia pelo Centro Universitário de Volta Redonda.

Cláudio Luis de Melo Silva, UniFoa

Graduação em Odontologia pelo Centro Universitário de Volta Redonda (1984), especialista em Prótese Dentária pelo UniFOA , mestrado em Odontologia pela Universidade de Taubaté (2002), doutorado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais na EEIM de Volta Redonda - UFF (2016)

Rodrigo Xavier de Freitas, UniFOA

Possui graduação em odontologia pelo Centro Universitário de Volta Redonda. Especialista em Implantodontia pela APCD de Araçatuba, Mestre em Materiais na área de cerâmicas no UniFoa.

Referências

AIDA, C. A. Cerâmicas à base de zircônia: uma revisão de literatura. 2015. 28p, Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2015.

ANDRADE, A. O.; SILVA, I. V. S.; VASCONCELOS, M. G.; VASCONCELOS, R. G. Cerâmicas odontológicas: classificação, propriedades e considerações clínicas. Rev. Salusvita., Bauru, v. 36, n. 4, p. 1129-1152, out/dez. 2017.

ANDREIUOLO, R.; GONÇALVES, S. A.; DIAS, K. R. H. C. A Zircônia na Odontologia Restauradora. Rev. Bras. Odontol., Rio de Janeiro, v. 68, n. 1, p. 49-53, 2011.

BARROS, S. H. M. O uso da zircônia na prática odontológica reabilitadora. 2016. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

BELO, Y. D.; SONZA, Q. N.; BORBA, M.; BONA, A. D. Zircônia tetragonal estabilizada por ítria: comportamento mecânico, adesão e longevidade clínica. Associação Brasileira de Cerâmica, São Paulo, v. 59, n. 352, p. 633-639, out./dez. 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S0366-69132013000400021

CARVALHO, R.F.; RODRIGUES, M.R.; MARINHO, C.C.; SAAVEDRA, G.S.F.A.; PAES-JUNIOR, T.J.A.; KIMPARA, E.T. Zircônia: desafio do processo de tratamento de superfície. HU Rev., Governador Valadares, v. 46, p. 1-8, fev. 2020. DOI: https://doi.org/10.34019/1982-8047.2020.v46.28976

CAVALCANTI, A. N. et al. Evaluation of the Surface Roughness and Morphologic Features of Y-TZP Ceramics after Different Surface Treatments. Photomedicine and Laser Surgery, Larchmont, NY, v.27, n3, p.473–9, 2009. DOI: https://doi.org/10.1089/pho.2008.2293

CONRAD, H. J.; SEONG, W.; PESUN, I. J. Current ceramic materials and systems with clinical recommendations: A systematic review. J Prosthet Dent, St. Louis, Mosby, v.98, p.389-404, 2007. DOI: https://doi.org/10.1016/S0022-3913(07)60124-3

FELBERG, R. V.; BASSANI, R.; PEREIRA, G. K. R.; BACCHI, A.; SILVA-SOUSA, Y. T. C.; GOMES, E. A. et al. Possibilidades restaurativas usando cerâmica de zircônia para coroas únicas. Rev. Bras. Odontol., Ribeirão Preto, v. 30, n. 5, p. 446-452, set/out. 2019.

GUAZZATO M.; QUACH L.; ALBAKRY M.; SWAIN M.V. Influence of surface and heat treatments on the flexural strength of Y-TZP dental ceramic. Journal of Dentistry, Bristol, England, v.33, p. 9-18, 2005. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jdent.2004.07.001

GUESS, P. C.; ATT, W.; STRUB, J. R. Zircônia in fixed implant prosthodontic. University Freiburg, Germany, v. 14, n. 5, p. 633-645, dez. 2010. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1708-8208.2010.00317.x

HEIKKINEN, T. T.; LASSILA, L. V. J.; MATINLINNA, J. P.;. VALLITTU, P. K. Effect of operating air pressure on tribochemical silica-coating. Acta Odontologica Scandinavica, Stockholm, v.65, p. 241-248, 2007. DOI: https://doi.org/10.1080/00016350701459753

LUTHARDT, R. G.; HOLZHUTER, M.; SANDKUHL, O.; HEROLD, V.; SCHNAPP, J. D.; KUHLISCH E. et al. Reliability and properties of ground Y-TZP-zirconia ceramics. J Dent Res, Chicago, v. 81, n. 7, p. 487-91, 2002. DOI: https://doi.org/10.1177/154405910208100711

MELO, J.M.F.O.; VAJGEL, B.C.F.; GUERRA, C.M.F.; SIQUEIRA, E.C.C.; GALINDO, R.C. Tratamento da superfície de zircônia para cimentação: uma revisão de literatura. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 11, p. 86383-86399, nov. 2020. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-165

MUDADO, F.A. Cimentação adesiva de cerâmicas à base de zircônia. 2012. 60p. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Dentística) – Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

OLIVEIRA, P. F.; RABELLO, T, B. Tratamento de superfície para a cimentação adesiva de cerâmicas à base de zircônia: revisão de literatura. Rev. Bras. Odontol., Rio de Janeiro, v. 74, n. 1, p. 36-9, jan/mar. 2017. DOI: https://doi.org/10.18363/rbo.v74n1.p.36

ÖZCAN M.; VALLITTU P. K. Effect of surface conditioning methods on the bond strength of luting cement to ceramics. Dental Materials, Copenhagen, v.19, p.725–31, 2003. DOI: https://doi.org/10.1016/S0109-5641(03)00019-8

REGO, M. E. S.; SCHANUEL, F. R. S. Influência de diferentes tratamentos de superfície na força de adesão entre zircônia estabilizada por ítria e cimentos resinosos. Rev. Bras. Odontol., Rio de Janeiro, v. 72, n. 1/2, p. 37-40, jan./jun. 2015. DOI: https://doi.org/10.18363/rbo.v72i1/2.579

VALANDRO L. F.; ÖZCAN M.; AMARAL R.; VANDERLEI A.; BOTTINO M. A. Effect of testing methods on the bond strength of resin to zirconia-alumina ceramic: microtensile versus shear test. Dental Materials Journal, Tokyo v.27, n.6, p.849-55, 2008. DOI: https://doi.org/10.4012/dmj.27.849

Downloads

Publicado

19-04-2024

Como Citar

PHILLIPI, Alain; GABRIEL AZEVEDO DE SÁ; CLÁUDIO LUIS DE MELO SILVA; RODRIGO XAVIER DE FREITAS. Dureza em cerâmicas parcialmente estabilizada com Óxido de Ítrio após tratamento de superfície com Zirlink e Rocatec. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 19, n. 54, p. 1–6, 2024. DOI: 10.47385/cadunifoa.v19.n54.4977. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/4977. Acesso em: 19 jun. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia e Engenharias

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.