Eficiência dos sistemas táticos das dezesseis melhores seleções da copa do mundo de futebol – 2010

Daniel Alves Ferreira Junior, Rodrigo Monteiro de Souza, Marcelo de Costa Gomes

Resumo


Introdução: Sistema tático é o conjunto das táticas que determinam as ações e características de uma equipe como um todo em campo. Por convenção, são adotadas denominações numéricas, 4-3-3, 3-5-2, 4-4-2, etc. É unânime que o Futebol hoje é jogado numa velocidade muito maior, que a força ganhou espaço de destaque, a precisão na execução dos fundamentos do jogo nesse novo contexto também é diferente, assim como as exigências em relação ao posicionamento e aos deslocamentos do jogador no campo de jogo. Desta forma, é possível afirmar no Futebol atual que o sistema tático escolhido ainda seja o diferencial para a obtenção de vitórias? É possível afirmar, nos dias de hoje, que uma equipe venceu a partida ou o campeonato por ter escolhido o melhor sistema? Qual seria o melhor sistema? Metodologia e Objetivos: Essa pesquisa descritiva em seu caráter quantitativo através de estatística simples pretende estabelecer a prevalência de utilização dos sistemas táticos e em caráter qualitativo verificar a ocorrência de maior número de vitórias e gols marcados de cada sistema a partir das oitavas de final na copa do mundo 2010 Resultados: No caso da Copa do Mundo 2010, o sistema 4-5-1, utilizado nas fases finais pela equipe campeã, prevaleceu. Em análise dos resultados das partidas, percebe-se que o sistema 4-5-1 obteve o maior percentual, chegando a 37,5% das vitórias das fases eliminatórias. A equipe que sagrou-se campeã da copa, ter utilizado justamente esse sistema a partir das Semi-finais, poderia significar que esse sistema favorece a obtenção dos resultados. Conclusões: Os resultados apresentados apontam para uma tendência mundial de utilização dos sistemas com quatro zagueiros. Em relação ao meio campo a tendência apresentada pela pesquisa é de utilização dos sistemas com cinco jogadores, numa tentativa de aumentar a compactação defensiva e congestionar o setor de armação de jogadas. Já no ataque a tendência é para a utilização de apenas um atacante de ofício. É comum uma equipe utilizar um atacante apenas, mas com dois meias atacantes que aproximam muito da área de ataque. Ou até uma equipe que opta por três atacantes, mas os mesmos retornam na marcação dos volantes e dos laterais adversários.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos UniFOA



Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.