Estudo comparativo da escolha da via de parto entre maternidade pública e particular

R. C. Gomes, M. C. R. Corrêa, C. R. O. Costa

Resumo


Em decorrência de sua polêmica e complexidade, a escolha da via de parto vem sendo motivo de debate. Nos últimos anos, o aumento da incidência de parto cesáreo tem sido observado em diversos países. A cesariana, antes considerada um procedimento de exceção, indicada em situações de risco de vida, hoje, tornou-se um procedimento cirúrgico geralmente eletivo, sem risco prévio definido. A escolha pelo parto cesariano está associada a influências como tipo e grau de satisfação com o parto prévio e renda. A interrupção precoce da gestação em decorrência de parto cesáreo eletivo pode impedir o ganho de peso do recém-nascido até o percentil adequado, além de favorecer o surgimento de doenças do trato respiratório, dentre outras. Segundo estudos, a taxa de parto cesáreo está bastante elevada tanto no setor particular quanto no público. Com o objetivo de avaliar a via de parto e compará-la entre os serviços públicos e privados foi realizado um levantamento de dados provenientes da Declaração de Nascido Vivo do ano de 2009 do bairro Água Limpa, Volta Redonda, RJ. Foram observados 171 partos, sendo 100 (58,47%) realizados em maternidade pública e 71 (41,52%) em maternidade particular. Houve predomínio de parto cesáreo em ambos os serviços: 68 (95,77%) partos cesáreos na maternidade privada e 52 (52,00%) partos na maternidade pública. Em relação ao parto vaginal foram observados: 03 (4,33%) partos no serviço público e 48 (48,00%) no serviço privado. Tendo em vista que a Organização Mundial da Saúde (OMS) preconiza como ideal uma taxa de cesarianas entre 10% e 15%, o presente estudo mostrou que as taxas observadas são bastante superiores. Pode-se concluir que é evidente a necessidade de ampliar a informação, o esclarecimento e o diálogo entre os profissionais da saúde e a paciente sobre as possíveis dificuldades, dúvidas e anseios que envolvem a escolha pela via de parto. Entretanto cabe ao médico analisar criteriosamente cada indicação de cesárea e respeitar a autonomia da escolha materna avaliando os verdadeiros critérios clínicos que levam à decisão médica pela via de parto mais adequada ao binômio mãe e feto.


Palavras-chave


via de parto; parto vaginal; parto cesáreo

Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos UniFOA



Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.