Efeito do tabagismo sobre a bioquímica salivar

M. de S. Genestra, S. L. de A. Perocco

Resumo


No tabaco, além de um alcalóide com propriedades psico-ativas (nicotina existem mais de 4.500 substâncias químicas com efeitos cancerígenos, mutagênico tóxicos e irritantes. O propósito deste estudo foi avaliar o efeito do tabagismo sobre componentes bioquímicos salivares, em comparação com não fumantes. Foi adotado um protocolo não invasivo e indolor de coleta de saliva mista de 60 voluntários sadios de ambos os sexos, com idade entre 18 e 60 anos. Para avaliações bioquímicas, foram adotados os métodos de Köning, espectrofotometria em ultra-violeta, Griess, orto cresolftaleína complexona e Mann Yoe. Os resultados foram tratados estatisticamente po testes inferenciais t-Student, com significância de p < 0,05. Não foram encontrada diferenças significativas na pHmetria e nível de magnésio entre os grupos estudados. concentração de tiocianato e de cálcio foi significativamente maior na saliva de tabagista grupo este que, em contrapartida, apresenta menores teores de proteínas totais na saliv mista. Esses dados são relevantes em Saúde Coletiva, visto que o tiocianato pode inibir captação de iodetos pela tireóide. Ademais, o aumento dos níveis de cálcio na saliva d fumantes sugere a ocorrência de distúrbios do metabolismo ósseo mineral.

 


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos UniFOA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos UniFOA

Campus Três Poços - Av. Paulo Erlei A. Abrantes, 1325 - Três Poços
Prédio 3 - Sala 2 (Casarão)
Volta Redonda - RJ - CEP: 27240-560
Tel.: (24) 3340-8400 – Ramal: 8350

Indexado em:





  • Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.