Saúde Materna: a importância da assistência pré-natal

Autores

  • Marcos Nascimento e Silva Discentes do Curso de Pós-graduação em Saúde da Família/UniFOA
  • Sylvio Costa Junior Discentes do Curso de Pós-graduação em Saúde da Família/UniFOA
  • Nádia Ferreira Discentes do Curso de Pós-graduação em Saúde da Família/UniFOA
  • Daiana Maria Nascimento Discentes do Curso de Pós-graduação em Saúde da Família/UniFOA
  • Julio César Soares Aragão Docente Curso de Medicina/UniFOA e do Curso de Pós-graduação em Saúde da Família/UniFOA
  • Marcelo Genestra In Memoriam

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v4.n1esp.1210

Palavras-chave:

Assistência Pré-natal Gestação Saúde Materna

Resumo

Os autores realizaram uma revisão bibliográfica sobre a assistência pré- natal, com o intuito de avaliar e analisar os conceitos trabalhados na literatura. A assistência pré-natal é extremamente importante e deve ser iniciada tão logo seja suspeitada a gravidez e confirmado o seu diagnóstico. Especial atenção foi dedicada à anamnese obstétrica, ao exame físico e ao exame complementar. A atenção à mulher na gestação e ao parto permanece como um desafio para a assistência, tanto no que se refere à qualidade propriamente dita, quanto aos princípios filosóficos do cuidado, ainda centrado em um modelo baseado em medicações, voltado para o atendimento hospitalar

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CORRÊA S. PAISM: uma história sem fim. Recife: SOS Corpo. 1993.

COSTA AM. Desenvolvimento e implantação do PAISM no Brasil, In: Giffin K, Costa SH, organizadores. Questões da saúde reprodutiva. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; 1999.

COUTO J.C. Diagnóstico Laboratorial da Toxoplasmose na gestação. Rio de Janeiro: Femina. 2002.

CUNNINGHAN, F. G. et al. Willians Obstetrícia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

FAGUNDES A, CECATTI JG, Morte materna uma tragédia evitável. Campinas: Editora da Unicamp; 1991.

Manual de orientação. Assistência pre-natal. Febrasgo, 2000.

Manual de orientação: Drogas na gravidez. Febrasgo, 2003.

MEDICI AC. Uma década de SUS (1988- 1998): progressos e desafios In: Galvão OL, Diaz J, organizadores. Saúde sexual e reprodutiva no Brasil. São Paulo: Editora Hucitec/Population Council, 1999.

Organização Pan-Americana da Saúde. Rede interagencial de informações para a saúde. Indicadores básicos para a saúde no Brasil: conceitos e aplicações. Brasília: Organização Pan-Americanada Saúde, 2002.

OSIS MJD. PAISM: um marco na abordagem da saúde reprodutiva no Brasil. Cad Saúde Pública, 14 Suppl:25-32,1998.

PUCCINI RF et al. Eqüidade na atenção pré-natal e ao parto em área da Região Metropolitana de São Paulo, 1996. Cad. Saúde Pública, Fev 2003, vol.19, no.1, p.35-45.

Recomendações para profilaxia da transmissão vertical do HIV e terapia anti retroviral em gestantes – Brasília: Ministerio da Saúde, 2004.

REZENDE, J., MONTENEGRO, B., A., C. Obstetrícia Fundamental. 8 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.

TANAKA ACA. Maternidade dilema entre nascimento e morte. São Paulo: Editora Hucitec/São Paulo: ABRASCO, 1995.

Honein MA, Paulozzi LJ, Mathews TJ, Erickson JD, Wong LY. Impact of folic acid fortification of the US food supply on the occurrence of neural tube defects. JAMA. 20;285(23):2981-6, 2001.

Downloads

Publicado

30-03-2017

Como Citar

E SILVA, Marcos Nascimento; JUNIOR, Sylvio Costa; FERREIRA, Nádia; NASCIMENTO, Daiana Maria; ARAGÃO, Julio César Soares; GENESTRA, Marcelo. Saúde Materna: a importância da assistência pré-natal. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 4, n. 1esp, p. 97–101, 2017. DOI: 10.47385/cadunifoa.v4.n1esp.1210. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/1210. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Especial Pós-graduação

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)