Integralidade no atendimento à saúde do idoso institucionalizado: articulação entre as políticas sociais de assistência social e saúde

Autores

  • A. P. Pereira UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda

Palavras-chave:

idoso, instituição de longa permanência (ILPI), integralidade, assistência social e saúde

Resumo

As Instituições de Longa Permanência (ILPIs) para idosos podem ser entendidas como locais destinados ao atendimento de pessoas com idade igual e superior a 60 anos em situação de risco e vulnerabilidade social. São consideradas como um serviço híbrido, ou seja, que articulam ações de saúde e assistência social. Estas instituições apesar de prestarem atendimento a uma parcela específica da sociedade não possuem uma homogeneidade do público atendido em decorrência dos diferentes históricos de vida, sexo e condições de saúde dos seus usuários entre outros. Desta forma o artigo objetiva analisar a integralidade no atendimento à saúde dos idosos institucionalizados compreendendo a integralidade como um princípio do Sistema Único de Saúde (SUS) que representa uma das bandeiras de luta do movimento sanitário em meados da década de 1970 e também uma prática que ultrapassa a concepção de saúde como apenas um estado de ausência de doenças relevando no momento do atendimento a contextualização social do sujeito atendido, a articulação entre diferentes políticas sociais bem como seus diferentes níveis. Para análise deste princípio é utilizado o exemplo de uma ILPI filantrópica do Sul Fluminense.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-11-2018

Como Citar

PEREIRA, A. P. Integralidade no atendimento à saúde do idoso institucionalizado: articulação entre as políticas sociais de assistência social e saúde. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 4, n. 1esp, p. 49, 2018. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/2575. Acesso em: 3 out. 2022.