Desenvolvimento e implementação de um software para gerenciamento de propriedades de materiais cerâmicos: PROCERAM

Autores

  • Roberto Pires Silveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, IFRJ – Campus Nilo Peçanha; Mestrando em Materiais do Centro Universitário de Volta Redonda/UniFOA
  • Claudinei dos Santos Mestrando em Materiais do Centro Universitário de Volta Redonda/UniFOA

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n2%20(Esp.).1153

Palavras-chave:

Software, Propriedades de materiais cerâmicos, Propriedades mecânicas, Propriedades físicas

Resumo

O principal bem gerado e armazenado por qualquer instituição de qualquer área é a informação. O gerenciamento de dados e informações, nos dias atuais, faz-se imprescindível para o avanço em pesquisas em todas as áreas. O problema é que o volume de dados a serem armazenados e processados está cada vez maior. Nas pesquisas sobre materiais cerâ- micos não se faz diferente; a cada material desenvolvido ou analisado, os ensaios físicos e mecânicos necessários param se conhecer as propriedades do material geram uma grande quantidade de dados. Quanto maior for à quantidade de resultados, mais preciso será o diagnóstico do material. Porém, armazenar e sintetizar esses dados para geração de uma informação útil não é uma tarefa simples. Para tal gerenciamento, as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) têm evoluído para dar suporte a todas as demandas acadêmicas, industriais e de pesquisas diversas. Com o objetivo de melhorar o desempenho na manipulação desses dados e aquisição de respostas automáticas e precisas, foi desenvolvido um software para processamento, armazenamento e gerenciamento de dados, chamado ProCeram, que também conta com um caráter acadêmico/educativo para o ensino das propriedades físicas e mecânicas dos materiais cerâmicos. O software teve sua interface desenvolvida utilizando-se a ferramenta Visual Studio 2008, onde os objetos tiveram seus eventos programados através da linguagem de programação Visual Basic.Net, sua base de dados projetada através da ferramenta Microsoft Access 2007, e seus relatórios de resultados desenvolvidos na ferramenta Microsoft Report. O aplicativo tem a capacidade de cadastramento de materiais cerâmicos diversos através das suas propriedades, dados de ensaios físicos e mecânicos. O software resulta em um melhor gerenciamento dos dados e informações de materiais pesquisados através de ferramentas como: cálculo automático de propriedades físicas e mecânicas através de dados fornecidos pelo usuário sobre cada corpo-de-prova, cálculo automático de média e desvio padrão de cada propriedade física e mecânica trabalhada, geração automática de gráficos comparativos entre propriedades e entre corpos-de-prova, capacidade de exportação dos dados cadastrados e processados para os formatos mais portáveis e utilizados pelo meio acadêmico (pdf e xls). O manuseio, gerenciamento e localização de informação sobre uma pesquisa realizada em um material, tornam-se muito mais práticas e eficazes utilizando-se um sistema computadorizado, do que de forma manual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATTISTI, J;. SQL server 2005: administração & desenvolvimento: curso completo. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2005.

BOOCH, G.; RUMBAUGH, J.; JACOBSON, I. UML: Guia do usuário. 2ª Ed: Editora Campus. 2005

CLARK, D. Introdução à programação orientada a objetos com Visual Basic.net. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2003.

DATE, C. J. Introdução a sistemas de bancos de dados. 8.ed. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2004.

DEITEL, H. M. Visual Basic .NET: como programar . Tradução Célia Yumi Okano Taniwaki. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2004

GILLEANES, T. A. GUEDES. UML 2: Uma abordagem prática, 2. Ed. São Paulo: Editora Novatec, 2011

JACOBSON, I. GRISS, M. JONSSON, P. Software Reuse: Architecture, Process and Organization for Business Success, ACM Press, 1997

PATTERSON, D. Organização e Projeto de Computadores: a interface hardware / software. Elsevier, Ed. 5, 2005.

PRESMAN, R. S. Engenharia de software. Tradução Rosângela Delloso Penteado. São Paulo: McGall-Hill, 2006.

RUSSINOVITCH, M. E.; SOLOMON, D. A. Microsoft Windows. 4.ed. Redmond: Microsoft Press. 2005.

SILBERCHATZ, A.; SUDARSHAN, S. Sistema de banco de dados. 5.ed. Rio de Janeiro: Campus, 2006.

SHNEIDERMAN, B. Designing the User Interface: Strategies for Effective Human-Computer Interaction. 2 Ed, New York, Addison-Wesley: 328 p, 1992.

SOMMERVILLE, I. Engenharia de software. Tradução: Selma Shin Shimuzu Melnikoff, Reginaldo Arakaki, Edilson de Andrade Barbosa. São Paulo: Pearson Addison Wesley, 2007

TANENBAUM, A. WOODHULL, A. Sistemas Operacionais: Projeto e Implementação. 2 Ed. Porto Alegre: Bookman, 1999.

URSEY, M. DOOLEY, K. The Dimensions of Software Quality. Quality Management Journal, vol. 3, n° 3. p. 67 – 86. 1996.

Downloads

Publicado

30-03-2017

Como Citar

SILVEIRA, R. P.; SANTOS, C. dos. Desenvolvimento e implementação de um software para gerenciamento de propriedades de materiais cerâmicos: PROCERAM. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 7, n. 2 (Esp.), p. 23–30, 2017. DOI: 10.47385/cadunifoa.v7.n2 (Esp.).1153. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/1153. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Especial Mestrado em Materiais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)