Chave de identificação para as espécies brasileiras das famílias Maeridae e Melitidae (Crustacea: Amphipoda)

Autores

  • L. B. A. Castro UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • R. Sorrentino UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • H. J. C. C. Azevedo UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • A. R. Senna UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1715

Palavras-chave:

Hadzioidea, chave pictórica, taxonomia

Resumo

A superfamília Hadzioidea S. Karaman, 1943 agrupa espécies de famílias que estão entre as mais basais da subordem Gammaridea. Hadzioidea é atualmente composta por cerca de 900 espécies agrupadas em 118 gêneros e quatro famílias: Allocrangonyctidae Holsinger, 1989, Hadziidae S. Karaman, 1943, Maeridae Krapp-Schickel, 2008 e Melitidae Bousfield, 1973. Dentre os Hadzioidea, apenas Maeridae e Melitidae ocorrem no Brasil. Atualmente, as 27 espécies formalmente registradas dessas duas famílias para as águas brasileiras, estão agrupadas em 11 gêneros. Foi elaborada uma chave pictórica de identificação para as espécies registradas, além de Melita sp., espécie ainda não formalmente descrita: Maeridae - Anelasmopus kraui Oliveira, 1953*; Ceradocus paucidentatus J.L. Barnard, 1952; Elasmopus brasiliensis (Dana, 1852); E. fusimanus Oliveira, 1951*; E. karamani Souza-Filho & Senna, 2009; E. lejeunei Souza-Filho & Senna, 2009; E. longipropodus Senna & Souza-Filho, 2011; E. souzafilhoi Senna, 2011; E. spinidactylus Chevreux, 1908; E. pectenicrus (Bate, 1862); Maera grossimana (Montagu, 1808); M. hirondellei Chevreux, 1900; Mallacoota subcarinata (Haswell, 1880); Quadrimaera chaelata Senna & Serejo, 2007; Q. cristianae Krapp-Schickel & Ruffo, 2000; Q. inaequipes (Costa, 1851); Q. miranda Ruffo, Krapp & Gable, 2000; Q. pieteri Krapp-Schickel & Ruffo, 2000; Q. quadrimana (Dana, 1853); Q. rocasensis Senna & Serejo, 2007; e Quadrivisio lutzi (Shoemaker, 1933); Melitidae - Dulichiella anisochir (Krøyer, 1845); Nuuanu peroa Senna & Serejo, 2012; Cuneimelita danielle Senna & Serejo, 2012; Melita orgasmos K.H. Barnard, 1940; M. mangrovi Oliveira, 1953*; M. lagunae Oliveira, 1953*; e Melita sp. As espécies marcadas (*) jamais foram registradas após a sua descrição original.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10/30/2012

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>