Distribuição espacial de Simulídeos (Diptera: Simuliidae) Antropofílicos na Serra dos Órgãos (Mata Atlântica)

Autores

  • L. B. Lucena UEZO - Centro Universitário Estadual da Zona Oeste, Rio de janeiro, RJ
  • M. J. R. Pinto UEZO - Centro Universitário Estadual da Zona Oeste, Rio de janeiro, RJ
  • Y. S. Uchôa UEZO - Centro Universitário Estadual da Zona Oeste, Rio de janeiro, RJ
  • A. Maia UEZO - Centro Universitário Estadual da Zona Oeste, Rio de janeiro, RJ
  • L. H. Gil-Azevedo UERJ - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
  • R. Figueiró UEZO - Centro Universitário Estadual da Zona Oeste, Rio de janeiro, RJ; UniFOA - Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1718

Palavras-chave:

Simuliidae, criadouros, espécies antropofilicas

Resumo

Os insetos da família Simuliidae, apresentam ampla distribuição geográfica e compreendem mais de 2141 espécies válidas, das quais grande parte tem hábitos hematófagos. Suas larvas são encontradas em ecossistemas lóticos associadas ao substrato rochoso e ao folhiço represado. Estes organismos têm relevância econômica e médico social devido ao desconforto e agravos à saúde decorrentes de suas picadas, além de atuarem como vetores da Oncocercose e da Mansonelose. Apesar dos padrões de preferência de habitat dos imaturos serem bem conhecidos no bioma Amazônia, existem poucos estudos em outros biomas. Tais informações podem ser de grande importância para programas de controle, permitindo que os esforços sejam direcionados a corpos hídricos cujas características proporcionem criadouros adequados para espécies de hábitos antropofílicos. O presente estudo tem como objetivo descrever os padrões de preferência de habitat e micro-habitat de espécies de simulídeos, de forma a ser possível determinar os potenciais criadouros de espécies antropofílicas, e como tal fomentar o mapeamento de áreas prioritárias para a aplicação de estratégias de controle. Serão amostrados 20 córregos na região da Serra dos Órgãos, sendo esperado que a partir das informações geradas seja produzido um guia de fácil identificação dos principais criadouros destas espécies por agentes de controle.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>