Influência de fitorreguladores e do tipo de cultivo no crescimento de Ocimum basilicum

Autores

  • Kelly Carla Almeida de Souza Borges Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
  • Geiziane Silva de Souza Graduação em Ciências Biológicas - UniFOA

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v9.n24.172

Palavras-chave:

Manjericão, fitorreguladores, AIA, giberelina

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo verificar os fitorreguladores giberelina e AIA no crescimento de manjericão (Ocimum basilicum) cultivado em terra adubada sob pulverização foliar, em diferentes concentrações desses fitorreguladores. O experimento foi realizado no Laboratório de Biotecnologia do UniFOA. As sementes de manjericão (Ocimum basilicum) foram semeadas no substrato terra adubada em bandeja e em saco de polietileno. Foram realizados 7 tratamentos com fitorreguladores giberelina e AIA nas concentrações de 50 mg/L, 100mg/L e 150mg/L , além do controle sem fitorregulador só com irrigação de água. As pulverizações realizadas com os fitorreguladores na bandeja permitiram observar a influência do AIA e da giberelina no crescimento de manjericão, visto que o único tratamento que apresentou as médias mais baixas para os parâmetros avaliados foi o controle, o qual não teve a aplicação do fitorreguladores. Já nos sacos de polietileno, para os parâmetros altura e folha, não houve efeito dos fitorreguladores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kelly Carla Almeida de Souza Borges, Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA

Curso de Graduação em Ciências Biológicas - ênfase em Biotecnologia

Geiziane Silva de Souza, Graduação em Ciências Biológicas - UniFOA

Referências

ALMEIDA, J. A. S.; PEREIRA, M. F. D. A. Efeito de GA3 e paclobutrazol no desenvolvimento vegetativo do girassol. Revista Brasileira Fisiologia Vegetal, p. 53-58, 1996.

ALVARENGA, L.R.; CARVALHO, V.D. Uso de substâncias promotoras de enraizamento de estacas frutíferas. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v.9, n.101, p.47-55, 1983.

BEZERRA, F. C. Produção de mudas de hortaliças em ambiente protegido. Fortaleza: Embrapa AgroindústriaTropical, 2003. 22 p. (Documentos, 72).

BISWAS, J.C. et al. Rhizobial inoculation influences seedling vigor and yield of rice. Agronomy Journal, Madison, v.92, n.5, p.880-886, 2000.

BLANK, F. A. et al. Caracterização morfológica e agronômica de acessos de manjericão e alfavaca. Horticultura Brasileira, v. 22, n. 1, p. 113-116,2004.

CASTRO, P.R.C., FACHINELLO, J.C. Aplicação de reguladores vegetais em fruticultura. Piracicaba: USP, ESALQ, 1993. 43 p. (USP, ESALQ. Boletim Técnico, 2)

DAVIES, P. J. 2004. Plant hormones biosynthesis signal transduction, action. 3 ed. 717p.

EMBRAPA, Plantas medicinais e aromáticas. Documento eletrônico. Disponível em: < http://www.cenargen.embrapa.br/_tt/tt04_07plantasm.html> Acesso em: 07 dez 2013.

FAVORITO, P.A. et al. Características produtivas do manjericão (Ocimum basilicum L.) em função do espaçamento entre plantas e entre linhas. Revista Brasileira Plantas Medicinais. Universidade Estadual do Oeste do Paraná, v.13, p. 582-586, 2011.

HIGASHI, E.N., SILVEIRA, R.L.V.A., GOUVÊA, C.F., BASSO, L.H.M. 2002. Ação fisiológica de hormônios vegetais na condição hídrica, metabolismo e nutrição mineral. In: Castro, P.R.C., Sena, J.O.A., Kluge, R.A. (ed.) Introdução à fisiologia do desenvolvimento vegetal. Editora da Universidade Estadual de Maringá, Maringá, Brasil. p. 175-186.

HUSSAIN, A.I. et al. Chemical composition, antioxidant and antimicrobial activities of basil (Ocimum basilicum) essential oils depends on seasonal variations. Food Chemistry, v.108, p.986-95, 2008.

KENDE, H.; ZEEVAART, J.A.D. The five "classical" plant hormones. Plant Cell, 9, 1197 - 1210, 1997.

KLIMÁNKOVÁ, E. et al. Aroma profiles of five basil (Ocimum basilicum L.) cultivars grown under conventional and organic conditions. Food Chemistry, v.107, p.464-72, 2008.

METRAUX, J. P., STREIT, L.; STAUB, TH. Physiological and Molecular Plant Pathology, 33, p. 1 - 9, 1988.

MODESTO, J.C., RODRIGUES, J. D., PINHO, S. Z. Efeito do ácido giberélico sobre o comprimento e diâmetro do caule de plântulas de limão ‘Cravo’ (Citrus limonia Osbeck). Scientia agrícola, Piracicaba, vol.53, n.2-3, 7- 12, 1996.

NETO, D. D. et al, Aplicação e influência do fitorreguladores no crescimento das plantas de milho. Revista da FZVA. v. 11, n. 1, p. 1-9, 2004.

REGHIN, M. Y.. Efeito da densidade de mudas por célula e do volume da célula na produção de mudas e cultivo da rúcula. Ciência Agrotecnologia, Lavras, v. 28, n. 2, p. 287-295, 2004

SHUKLA, A.; FAROOQI, A.H.A. E. review article: Utilization of plant growth regulators in aromatic plant production. Current Research Medicinal & Aromatic Plants, v. 12, n. 3, p. 152-7, 1990.

SILVA, F.W.C. Efeito de fitorreguladores e substratos ma propagação vegetativa de camu-camu por meio de estacas. Dissertação (Mestrado em Agronomia), Universidade Federal de Roraima, 2009, 50p.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. 2013. Fisiologia vegetal. 5.ed. Porto Alegre: Artmed, 543p

TORRES, R.C.; BORGES, K. C. A. S. Ação da giberelina no crescimento de pimenta (Capsicum frutescens). Cadernos UniFOA – Edição Especial Ciências da Saúde e Biológicas, Maio, 2013.

VIEIRA, M. C. et al. Consorcio de manjericão (Ocimum basilicum) e alface sob dois arranjo de plantas. Revista Brasileira de plantas medicinais, Botucatu, v.14, p. 169-174, 2012.

YAMAZOE, G.; BÔAS, O.V. Manual de pequenos viveiros florestais. São Paulo: Páginas e Letras Editora e Gráfica, 2003.

Downloads

Publicado

2014-04-10

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)