Efeito da expressão do gene Cycle de Lutzomyia longipalpis no mutante Cyc0 de Drosophila melanogaster

Autores

  • V. P. F. Villar UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • P. R. Amoretty UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1723

Palavras-chave:

relógio circadiano, Drosophila melanogaster, Lutzomyia longipalpis

Resumo

O Relógio Circadiano (latin: circa=cerca; diano=dia) é um marcapasso endógeno que controla os ritmos diários de fisiologia e comportamento da maioria dos organismos. Konopka e Benzer em 1971 evidenciaram o primeiro gene do Relógio Circadiano em Drosophila melanogaster e desde então, diversos estudos nesse inseto revelaram outros genes/proteínas capazes de gerar ritmo através de alças de autoregulação negativa. Na alça mais importante em D. melanogaster, as proteínas CLOCK e CYCLE formam um dímero e se ligam aos promotores de period e timeless para ativar a transcrição desses genes. As proteínas PERIOD e TIMELESS por sua vez também formam dímeros, voltam ao núcleo e regulam negativamente suas próprias transcrições. Estudos recentes revelaram diferenças entre a proteína CYCLE de D. melanogaster e Lutzomyia longipalpis. A proteína CYCLE de L. longipalpis possui a região BMAL1 C-terminal (BCTR), responsável pela ativação do heterodímero PERIOD/TIMELESS em mamíferos e insetos não drosofilídeos. Já em D. melanogaster, a região de ativação transcricional BCTR não está presente em CYCLE, a ativação é feita por uma cauda poli-Q presente na proteína CLOCK. Nesse trabalho, será investigado se o domínio de ativação codificado pelo gene cycle de L. longipalpis (llcyc) seria capaz de recuperar a ritmicidade do mutante arrítmico cyc0 de D. melanogaster. Além disso, D. melanogaster possui uma atividade bimodal diurna, e L. longipalpis se apresenta mais ativo durante o crepúsculo vespertino. Assim, a análise do efeito da expressão de LLCYC poderia revelar se essa proteína guarda alguma informação espécie específica em relação ao comportamento dessas duas espécies. Apesar do estudo do relógio em insetos vetores estar em fases iniciais, conhecer mais um aspecto da biologia desses insetos pode ser potencialmente importante para o desenvolvimento de futuras estratégias de controle.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30