Identificação botânica no campus do UniFOA

Autores

  • M. Silva UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • N. T. Santos UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • K. C. A. S. Borges UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1745

Palavras-chave:

acervo, árvores, quantitativa

Resumo

A identificação botânica é responsável por grande parte do conhecimento que temos sobre as espécies vegetais. A partir dos dados contidos nela podemos fazer a classificação das espécies e caracterizá-las em determinados gêneros e famílias. A primeira parte do projeto foi realizada em 2011, através do qual deu-se início ao acervo botânico do UniFOATrês Poços, no qual cerca de 30 espécies diferentes do campus foram identificadas e armazenadas no Laboratório de Botânica do UniFOA sobre a forma de exsicata. Dentre as espécies identificadas encontram-se representantes de 19 famílias distintas, a saber: Bignoniaceae, Annonaceae, Apocynaceae, Rosaceae, Rutaceae, Myrsinaceae, Moraceae, Fabaceae, Malvaceae, Verbenaceae, Asteraceae, Lamiaceae, Myrtaceae, Anarcadiaceae,  Cacaricaceae, Dilleniaceae, Combretaceae, Lauraceae e Pinaceae. O atual projeto visa dar continuidade ao levantamento de espécies vegetais do campus UniFOA-Três Poços com acréscimo de alguns objetivos como: análise quantitativa (número de indivíduos por família, diâmetro das árvores, localização no campus e confecção de placas de identificação) e elaboração de acervo na página do UniFOA das espécies identificadas contendo imagem das mesmas e informações pertinentes à identificação botânica, tais como, nomes vulgar e científico, aspectos relevantes sobre folha, flor e fruto, usos e aplicações não só para a comunidade acadêmica, mas para todos que acessarem a página do UniFOA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-10-2012

Como Citar

SILVA, M.; SANTOS, N. T.; BORGES, K. C. A. S. Identificação botânica no campus do UniFOA. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 7, n. 1 Esp, p. 50, 2012. DOI: 10.47385/cadunifoa.v7.n1 Esp.1745. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/1745. Acesso em: 24 abr. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.