Holoprosencefalia: análise do seu aspecto morfológico

Autores

  • P. T. Abdo UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. P. Leite UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • C. T. Cunha UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • T. M. Souza UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1900

Palavras-chave:

holoprosencefalia, malformação, morfologia

Resumo

A holoprosencefalia caracteriza um complexo de deformidades hemisféricas causadas pela malformação do prosencéfalo que é a parte mais cranial do tubo neural. Essa malformação é decorrente de uma destruição das células embrionárias da região da linha média das estruturas craniofaciais. Como causa dessa malformação destacam-se as lesões por fatores ambientais tais como teratógenos químicos – principalmente o álcool – e fatores maternos, assim como os fatores genéticos. Apesar de várias pesquisas nesse tema a holoprosencefalia é uma malformação de dificil definição etiológica, sendo de causa multifatorial. Dados como sexo, idade, peso, circunferência da cabeça, comprimento das nádegas à cabeça (CR), comprimento do pé e presença de malformações foram relevantes para a avaliação e classificação de acordo com a do feto estudado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)