Levantamento epidemiológico dos casos de coqueluche ocorridos no eixo Via Dutra - São José dos Campos - Volta Redonda nos anos de 2011 e 2012

Autores

  • R. N. P. Rosa UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • L. M. P. Faria UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • L. T. S. Costa UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • C. A. S. Pereira UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. S. A. C. Zöllner UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1940

Palavras-chave:

coqueluche, reemergência, via Dutra

Resumo

A coqueluche foi considerada, durante muito tempo, uma patologia praticamente erradicada, uma vez que, com a implantação, na década de 1970, do programa de imunização, raríssimos foram os casos ocorridos dessa patologia. Todavia, nos últimos anos, o Sistema de Informações de Agravos de Notificação (SINAN) registrou inúmeros casos novos da doença demonstrando uma grande reemergência dessa patologia. Tendo em vista a ocorrência de alguns casos de coqueluche no eixo Via Dutra – São José dos Campos – Volta Redonda, o presente trabalho em como objetivo promover um levantamento epidemiológico desses casos nos anos de 2011 e 2012 por meio de dados fornecidos pelos Centros de Vigilância Epidemiológica dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Dados esses, que são obtidos por esses centros através dos formulários de notificação compulsória preenchidos pelos funcionários dos estabelecimentos de saúde das cidades envolvidas no projeto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>