O tratamento da mídia à questão da droga: a visibilidade

Autores

  • T. A. Gomide UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • V. F. G. R. Dos Santos UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. C. V. Fonseca UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.1979

Palavras-chave:

visibilidade, drogas, meio de comunicação

Resumo

O presente trabalho é uma pesquisa documental que se propôs a investigar, em três importantes veículos de comunicação de formas e especificidades diferentes ─ um jornal (O Globo), uma revista (Isto É) e um jornal televisionado (Jornal da Rede Bandeirantes), todas as notícias ligadas a droga, durante o período de um mês. O objetivo foi observar como está sendo tratada essa questão, de modo a conscientizar o leitor quanto ao que é droga, quais as consequências de seu uso, a relação entre seu consumo e morbi-mortalidade e a responsabilidade pela solução desse problema, examinando o dito e inferindo o não-dito por meio da análise de discurso do material coletado. Feita a coleta, o corpus foi examinado e separado nas categorias que surgiram na sua observação cuidadosa. Houve, desse modo, procedimentos qualitativos, na definição das categorias e no caráter hermenêutico da análise, e quantitativos, na contagem das categorias e elaboração de gráficos. O resultado da pesquisa mostra que a questão da droga está presente na mídia, mas leva a notar a existência de um poder desinteressado em acabar com o negócio milionário que seu comércio ilegal representa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-10-2012

Como Citar

GOMIDE, T. A.; DOS SANTOS, V. F. G. R.; FONSECA, M. C. V. O tratamento da mídia à questão da droga: a visibilidade. Cadernos UniFOA, Volta Redonda, v. 7, n. 1 Esp, p. 166, 2012. DOI: 10.47385/cadunifoa.v7.n1 Esp.1979. Disponível em: https://revistas.unifoa.edu.br/cadernos/article/view/1979. Acesso em: 2 out. 2022.