Saúde bucal dos quilombolas valencianos: estudo transversal

Autores

  • R. F. Bello SMS - Secretaria Municipal de Saúde de Vassouras
  • M. C. A. de Souza USS - Universidade Severino Sombra, Vassouras, RJ

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2007

Palavras-chave:

cárie dentária, equidade em saúde bucal, CPOD

Resumo

Dados do IBGE revelam que o Brasil tem aproximadamente 50% da sua população auto classificada como afrodescendente. Contudo, a desigualdade de oportunidades com os brancos faz-se evidente. Há significantes iniquidades em saúde bucal entre pretos, pardos e brancos: 56,8% dos pretos utilizam o serviço odontológico público na mesma proporção em que os brancos utilizam outros serviços; a perda dental dos pardos foi de 14,2% enquanto a dos brancos foi de 12,8%. Duas problemáticas fazem parte da pauta da política social brasileira. Uma delas é o enfrentamento da pobreza, a outra é a desigualdade racial. No caso das comunidades quilombolas, estas duas questões se imbricam. As informações referentes a tais comunidades são escassas e os parcos dados divulgados revelam que vivem precariamente, muitas vezes sem acesso aos serviços de saúde. Almeja-se por meio deste trabalho, relatar a prevalência da cárie dentária e necessidade de tratamento dos integrantes do quilombo São José da Serra (SJS), em Valença/RJ. A comunidade foi oficialmente reconhecida como remanescente de quilombo pela Fundação Cultural Palmares em 1999. Atualmente moram no quilombo 31 famílias, totalizando 70 pessoas. Trata-se de uma pesquisa de base regional, fundamentada no levantamento de dados primários da cárie dentária em quilombolas. Do universo de 70 quilombolas, foram examinados 29 indivíduos, na faixa etária de 12 a 91 anos. Os exames intrabucais foram realizados, utilizando a metodologia preconizada pelo Levantamento SB Brasil 2010. Resultados: o índice ceo-d foi 4,3 e o CPOD encontrado foi de 0,9, com predomínio do componente cariado. O tratamento restaurador representou a maior necessidade desta população. Conclusões: os dados evidenciaram a necessidade de implementação de medidas de atenção à saúde bucal que sejam capazes de intervir nos determinantes da cárie dentária na população estudada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30