Suporte básico de vida infantil no ambiente pré-hospitalar, com enfoque a população leiga

Autores

  • L. L. G. Rodrigues CESVA- Centro de Ensino Superior de Valença
  • P. M. H. Bueno CESVA- Centro de Ensino Superior de Valença
  • M. R. Braz CESVA- Centro de Ensino Superior de Valença

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2014

Palavras-chave:

suporte básico de vida infantil, parada cardiorrespiratória, treinamento de leigos

Resumo

O Suporte Básico de Vida (SBV), é um conjunto de técnicas e procedimentos considerado o primeiro atendimento a ser empregado em pessoas que estejam correndo risco de morte, podendo recebê-los na rua ou em ambiente doméstico. O SBV infantil segue as mesmas instruções do SBV adulto, mas apresenta algumas diferenças no modo de sua aplicação que levam em consideração o tamanho e a massa muscular da criança. A fim de promover um impacto positivo no que se refere a atitude de pessoas leigas diante de uma criança em PCR, este estudo se justifica, pois, devido à baixa incidência de PCR infantil, observasse que poucas pessoas se interessam pelo treinamento neste tipo de ocorrência. Nesse sentido o objetivo deste estudo é elaborar um protocolo de atendimento a criança em Parada Cardiorrespiratória (PCR).em uma linguagem de fácil entendimento ao público leigo que trabalham com crianças e, avaliar o impacto deste protocolo no conhecimento do cuidador de crianças. Trata-se de uma nota prévia de um trabalho de conclusão de curso. A metodologia do estudo será baseada em revisão bibliográfica, e teve como fontes de informação, artigos científicos, livros e o manual de protocolos da American Hearth Association. O cenário da pesquisa será às creches que possuem um relacionamento direto com o possível problema abordado por este estudo. As informações serão organizadas iniciando-se pela revisão das principais mudanças da sequência ABC para CAB e o que cada letra representa, o porquê dessas mudanças e como realizar as manobras de reanimação em crianças e lactentes. Será feito um pré-teste com os profissionais da creche, com questões sobre SBV infantil, logo após o protocolo será apresentado a estes profissionais e um pós teste será realizado. Os dados serão quantificados em porcentagens simples e apresentados em gráficos, sendo discutidos sobre a luz de literatura pertinente a temática em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10/30/2012

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4