Efeito antibacteriano de Camellia sinensis sobre patógenos humanos

Autores

  • Luiz Eduardo Souza da Silva Irineu Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
  • Kelly Carla Almeida de Souza Borges Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v9.n24.203

Palavras-chave:

atividade biológica – chá verde - antibacteriano

Resumo

O chá verde é uma planta que apresenta diversos efeitos biológicos que o torna um fitoterápico de eficiência comprovada, com isso o presente trabalho teve como objetivo analisar o efeito antibacteriano de três amostras de chá verde em diferentes concentrações sobre o crescimento de micro-organismos patógenos humanos Staphylococcus aureus, Staphylococcus saprophyticus, Streptococcus pyogenes e Streptococcus pneumoniae em meio de cultura Mueller Hinton. O experimento foi conduzido através de diluições em etanol e DMSO, separadamente, nas concentrações 0,5; 1; 1,5; 2; 2,5; e 3 mg/ml. Houve formação de halos de inibição de crescimento nos micro-organismos Staphylococcus aureus, Streptococcus pneumoniae e Streptococcus pyogenes, no entanto, esses micro-organismos foram considerados resistentes, já que os halos formados não foram maiores que 15mm de acordo com o estabelecido pelos padrões internacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Eduardo Souza da Silva Irineu, Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA

Curso de Graduação em Ciências Biológicas - ênfase em Biotecnologia

Kelly Carla Almeida de Souza Borges, Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA

Docente do UniFOA

Referências

AKROUM, S.; LALAOUI, K. Antimicrobial activity of some alimentary and medicinal plants. African Journal of Microbiology Research. v. 6, n. 8, p. 1860-1864, 2012

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE, Proposta de Política Nacional de Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos. 1ª Ed. 2001, 40 p.

COSTA, E. V. Actividade antimicrobiana de dois extratos vegetais contra S. aureus. 2009, 76 f. Tese (Mestrado em Microbiologia). Universidade de Aveiro, Portugal.

DEANS, S. G.; RITCHIE, G. Antibacterial properties of plant essential oils. International Journal of Food Microbiology. v. 5, n. 2, p. 165-180, 1987.

HAMILTON- MILLER, J. Antimicrobial properties of tea (Camellia sinensis L.). Antimicrobials agents and chemoteraphy. v. 39, p. 2375-2377, 1995.

LORENZI, H.; MATOS, F.J.A. Plantas Medicinais no Brasil: Nativas e Exóticas. 2ª Ed, Nova Odessa, São Paulo: Instituto Plantarum, 2008. 544 p.

MENDONÇA, A. T. Efeito dos óleos essenciais de condimentos sobre o crescimento de Staphylococcus aureus em ricota cremosa. 2004. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas). Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais.

MORAES-DE-SOUZA, R. A., et al. Compostos fenólicos totais e atividade antioxidante de chás comercializados no Brasil. B.CEPPA. v. 29, n. 2, p. 229-236, 2011.

NCCLS, “National Committee for Clinical Laboratory Standards,” M100-S16, 2006.

OLIVEIRA, A. C. et al. Resistência bacteriana e mortalidade em um centro de terapia intensiva. Revista Latino-Americana de Enfermagem. v. 18, n. 6, p. 1152-1160, 2010.

PEREIRA, E. P. L.; CUNHA, M. L. R. S. Avaliação da colonização nasal por Staphylococcus spp. resistente à oxacilina em alunos de enfermagem. Jornal Brasileiro de Patologia Medica e Laboratorial. v. 45, n. 5, p. 361-369, 2009.

SAITO, S. T. Estudo químico e avaliação da atividade antioxidante de chá-verde brasileiro (Camellia sinensis var. assamica) cultivar IAC-259. 2007, 83 f. Tese (Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.

SENGER, A. E. V.; SCHWANKE, C. H. A.; GOTTLIEB, M. G. V. Chá verde (Camellia sinensis) e suas propriedades funcionais nas doenças crônicas não transmissíveis. Scientia Medica, v. 20, n. 4, p. 292-300, 2010.

TAYLOR, P. W.; HAMILTON-MILLER J. M. T.; STAPLETON, P. D. Antimicrobial properties of green tea catechins. Food Science Technology Bull. v. 2, p. 71-81, 2005.

Downloads

Publicado

2014-04-10

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde