Corpo e sexualidade: os processos de normalização na dança

Autores

  • C. O. Santos UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • O. O. Raimundo UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. P. Alves UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2050

Palavras-chave:

dança, sexualidade, biopoder, normalização

Resumo

O presente trabalho busca como centralidade a discussão da prática da dança com crianças do sexo masculino e sua relação com os processos normalizadores, apropriando-se da história da sexualidade na tentativa de compreender, a partir dos conceitos de biopoder e normalização, a concepção de que homens que dançam são gays. A produção desta pesquisa partiu de um projeto de uma instituição que atua com crianças e adolescentes. A experiência no projeto nos permitiu refletir sobre alguns aspectos: dança é uma modalidade voltada apenas para meninas? Por que há uma evasão tão grande de meninos nas turmas de dança? Existe um processo que normatiza, regula e controla os comportamentos do homem e da mulher? Qual a origem deste processo de normatização? O intuito do trabalho é possibilitar um debate acerca da sexualidade, mais especificamente discutindo os conflitos e tensões vivenciados no cerne do projeto citado. O artigo pretende inicialmente aproximar o leitor do espaço do projeto, contextualizando o espaço vivenciado pelos autores do trabalho. No segundo momento, o artigo se propõe a discutir a constituição histórica do processo de regulação e controle da sexualidade, bem como o conceito de biopoder. Posteriormente, buscou-se pensar o corpo a partir da corporeidade permitindo compreender a complexa rede que constituí o processo de subjetividade, dentre eles a questão de gênero. Por fim, perspectivaremos possíveis discussões acerca do papel do profissional de Educação Física frente aos processos exclusórios que emergem dos referidos processos de normatização. É relevante ressaltar que optou-se pela pesquisa bibliográfica descritiva que se caracteriza pela busca de se “explicar um problema a partir de referências teóricas publicadas em artigos, dissertações e teses”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)