Fitorremediação por biomassa seca de aguapé (Eichorniacrassipes) em águas contaminadas com metais pesados e nitrato

Autores

  • B. S. B. Domingos UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • L. M. Costa UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • A. C. C. Pereira UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2143

Palavras-chave:

fitorremediação, metais pesados, aguapé e biomassa

Resumo

A contaminação da água por metais pesados e nitrato tornou-se um problema à saúde ambiental e humana. Uma carga relevante de poluentes está sendo lançada à corpos hídricos de maneira indiscriminada, causando sua deterioração e inutilizando sua função referente ao abastecimento de água. O aguapé (Eichorniacrassipes) é conhecido por apresentar elevada capacidade reprodutiva, e povoar de maneira indesejada superfícies de corpo hídricos, tendo que ser retirados periodicamente das águas. O material retirado normalmente é depositado em aterros, representando um elevado custo de descarte, assim como, promovendo a redução devida útil de seus depósitos. Desta maneira, está sendo realizado um experimento em laboratório que visa avaliar o efeito de diferentes granulometrias de biomassa seca de aguapé na remoção de Zn e nitrato de uma solução contaminada por estes elementos. Com o objetivo de avaliar o tempo ótimo de permanência da biomassa seca do aguapé na solução em relação a sua capacidade adsorvente, serão coletadas alíquotas de solução nos tempos de 0; 6; 12; 24; 48hs, e ao final das 60hs de experimento, será coletada também a biomassa seca vegetal para a quantificação da contaminação presente. O objetivo deste trabalho é de avaliara eficiência do uso da biomassa seca do aguapé na fitorremediação de águas contaminadas por Zn e nitrato.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.