Proposta de redesign de caiaque para a escola municipal de remo de Volta Redonda-RJ

Autores

  • L. S. Andrade UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • M. Jardim UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda
  • D. Mulinari UniFOA – Centro Universitário de Volta Redonda

DOI:

https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v7.n1%20Esp.2163

Palavras-chave:

redesign, caiaque, escola de remo de Volta Redonda

Resumo

Este trabalho apresenta a proposta de redesign de um caiaque desenvolvido especificamente para a cidade de Volta Redonda. O município oferece aulas gratuitas de remo que acontecem no Parque Aquático da Ilha São João. Esse redesign propõe um novo caiaque, que sugere o uso de compósitos poliméricos reforçados com fibras de côco que oferecem propriedades melhores ou comparáveis com muitos materiais convencionais. Essas fibras são superiores ambientalmente comparados às fibras sintéticas, especialmente à fibra de vidro. Neste trabalho utilizou-se da semiótica para aplicar o símbolo que dá nome à cidade: a volta do rio Paraíba do Sul. Esse símbolo foi aplicado na parte superior frontal (proa) servindo também como proteção para que não entre água no cockpit do caiaque. Além da semiótica, a cor é um elemento essencial do design capaz de gerar reações associativas. A aplicação do amarelo gera sensação de movimento, ação; é uma cor brilhante e alegre que lembra as estações mais quentes do ano. O azul – usado no símbolo e no fundo do caiaque – remete a água, à cor do céu. (AMBROSE, G.; HARRIS, P., 2009). O uso destas duas cores tem ligação direta com o esporte, principalmente para esse projeto, em que sua prática se dá em ambiente aquático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-30